Internacional Família Real saudita recebe família de jornalista assassinado

Família Real saudita recebe família de jornalista assassinado

A Arábia Saudita inicialmente negou o conhecimento de seu destino antes de dizer que ele havia sido morto em uma briga no consulado

Jamal Khashoggi

Khashoggi desapareceu em 2 de outubro

Khashoggi desapareceu em 2 de outubro

Bandar Algaloud/Cortesia da Família Real Saudita/Reuters - 23.10.2018

O rei saudita Salman recebeu membros da família do jornalista assassinado Jamal Khashoggi em Riad, informou a agência estatal de notícias SPA nesta terça-feira (23).

Eles incluíram seu filho, Salah bin Jamal Khashoggi, e a reunião também contou com a presença do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, disse a SPA.

Segundo a Agência, o rei e o príncipe herdeiro "expressaram suas sinceras condolências à família de Jamal Khashoggi — que Deus tenha misericórdia dele". Os familiares teriam agradecidos ao rei.

Khashoggi, colunista do Washington Post e crítico do príncipe herdeiro, o governante de fato do reino, desapareceu em 2 de outubro depois de ter entrado no consulado saudita em Istambul.

A Arábia Saudita inicialmente negou o conhecimento de seu destino antes de dizer que ele havia sido morto em uma briga no consulado, uma explicação que atraiu o ceticismo internacional.

O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, disse na terça-feira que o reino estava comprometido com uma investigação minuciosa e completa para descobrir a verdade por trás do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi na Turquia.

Investigação

Enquanto isso, as investigações continuam na Turquia. Nesta terça-feira, duas malas foram encontradas dentro de um carro abandonado pelo consulado.

A polícia confirmou que o conteúdo tem relação ao caso Khashoggi e os peritos avaliaram o conteúdo das malas. 

Depois, o veículo foi devolvido aos sauditas.