Internacional Forte explosão atinge bairro de estrangeiros em Cabul

Forte explosão atinge bairro de estrangeiros em Cabul

Incidente com carro-bomba aconteceu em um bairro ocupado por estrangeiros e prédios da ONU na capital do Afeganistão

Forte explosão atinge complexo frequentado por estrangeiros em Cabul

Viatura da polícia de Cabul ficou destruída após explosão nesta segunda

Viatura da polícia de Cabul ficou destruída após explosão nesta segunda

Stringer / EPA / EFE / 2.9.2019

Uma forte explosão aconteceu nesta segunda-feira em um complexo residencial em Cabul, área onde vivem empreiteiros militares estrangeiros durante sua passagem pela capital do Afeganistão, ainda sem saber as consequências do incidente.

"Uma explosão aconteceu às 21h45 (horário local, 14h15 de Brasília), perto de Green Village, no distrito policial 9, na cidade de Cabul. Detalhes serão conhecidos mais tarde", informou no Twitter, o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Nasrat Rahim.

Leia também: Daesh assume autoria de ataque que matou 63 no Afeganistão

A forte explosão, pôde ser ouvida em várias partes da cidade e causou danos em imóveis localizados a até um quilômetro de distância, segundo Rahim

"Um posto de gasolina também explodiu e teve início um incêndio. A polícia e as forças especiais isolaram o local", afirmou o porta-voz.

Explosão seguida de ataque

Uma rajada de tiros foi escutada logo após o atentado. Os talibãs reivindicaram o ataque, que segundo eles, deixou "dezenas" de mortos e feridos.

O porta-voz talibã, Zabihullah Mujahid, explicou em um comunicado que eles primeiro detonaram um "carro-bomba para remover barreiras de segurança" e depois vários insurgentes suicidas fortemente armados entraram no local, que ele descreveu como "ninho de invasores estrangeiros".

"Dezenas deles morreram ou ficaram feridos", disse Mujahid, garantindo que o ataque continua, cometido em reação às operações dos Estados Unidos e do Exército afegão contra civis após bombardeios a mesquitas, hospitais e escolas.

O mesmo complexo foi objeto de ataques no passado, o mais recente ocorrido em janeiro em um atentado reivindicado pelos talibãs, quando, após a detonação de um carro-bomba, quatro suicidas entraram na área residencial causando pelo menos quatro mortes e 113 feridos.

O ataque na capital afegã ocorre no mesmo dia em que o representante especial dos Estados Unidos para a Paz, Zalmay Khalilzad, apresentou ao governo de Cabul o projeto de acordo com os talibãs, após vários meses de negociações no Catar.

A minuta do acordo prevê a retirada de 5 mil soldados de cinco bases nas quais as forças da coalizão permanecem instaladas, dentro de um período de 135 dias.

Em troca, os talibãs se comprometem a reduzir a violência em Cabul e a província de Parwan, onde está localizada a maior base das forças internacionais, explicou Khalilzad.