Rússia x Ucrânia

Internacional França investiga suposto crime de guerra na morte de cinegrafista da Fox News na Ucrânia

França investiga suposto crime de guerra na morte de cinegrafista da Fox News na Ucrânia

Franco-irlandês Pierre Zakrzewski foi assassinado em ataque que deixou outra jornalista morta e um repórter ferido

AFP
Pierre Zakrzewski (à frente) foi morto ao lado de equipe da Fox News na região de Kiev

Pierre Zakrzewski (à frente) foi morto ao lado de equipe da Fox News na região de Kiev

Reprodução Twitter

A França abriu uma investigação por suposto crime de guerra após a morte, na segunda-feira (14), na Ucrânia, de Pierre Zakrzewski, um cinegrafista franco-irlandês da emissora Fox News, informou nesta quarta-feira (16) à AFP o Ministério Público antiterrorista (Pnat).

A fonte explicou que a investigação foi aberta por "dano deliberado contra a vida de uma pessoa protegida pelo direito internacional" e "ataque deliberado contra uma pessoa civil que não participa diretamente das hostilidades".

Zakrzewski e Aleksandra Kurshynova, uma ucraniana que o acompanhava, foram mortos na segunda-feira em Horenka, noroeste da capital, Kiev, "quando o veículo deles foi crivado de balas", informou em um comunicado a diretora-geral da Fox News Media, Suzanne Scott, acrescentando que eles estavam com o repórter Benjamin Hall, que ficou ferido.

O inquérito foi confiado ao Escritório Central de Luta contra os crimes contra a humanidade, os genocídios e crimes de guerra.

Embora as justiças alemã e espanhola já tenham aberto investigações por "crimes de guerra", dispondo de uma competência universal mais ampla, o Pnat havia informado à AFP que não poderia abrir investigações exceto se a vítima fosse francesa, se o autor do crime de guerra fosse francês ou se o autor da infração tiver residência habitual em solo francês.

Últimas