Furacão Irma

Internacional Furacão Irma deixa rastro de destruição em Cuba

Furacão Irma deixa rastro de destruição em Cuba

Casas ficaram destelhadas e árvores foram arrancadas do chão

  • Internacional | Do R7, com Ansa e Reuters

Casas ficaram destelhadas em Cuba

Casas ficaram destelhadas em Cuba

REUTERS

O furacão Irma deixou um rastro de destruição em Provincías no norte e oeste de Cuba fortes rajadas de vento e chuva pesada neste sábado (9). Como havia sido previsto pelas autoridades, o fenômeno voltou a ganhar força e foi reclassificado para a categoria 4, com ventos acima de 220 km/h. Durante sua passagem pela ilha caribenha ele havia sido rebaixado para a categoria 3.

Em vários regiões do país, postes foram arrancados do chão, de acorldo com a mídia local.

Na província central de Villa Clara, a tempestade fez com que o nível do mar subiu 500m.

Moradores do município de Remedios disseram que o furacão foi o mais forte que eles viram em três décadas.

Na tarde de sábado (9), o Irma chegou a regiões do oeste de Cuba, incluindo a capital Havana e Matanzas.

Por volta das 14h no horário local, ondas gigantes foram vistas em Havanam inundando estradas e destruindo árvores. Por enquanto nenhuma morte foi registrada.

Assista ao vídeo da tempestade em Cuba:

Últimas