Estados Unidos

Internacional Governo dos Estados Unidos diz não ter contato com Jair Bolsonaro

Governo dos Estados Unidos diz não ter contato com Jair Bolsonaro

Ex-presidente do Brasil viajou para a Flórida com parte da família no fim de dezembro, e está lá desde então

Agência EFE

Resumindo a Notícia

  • Governo dos Estados Unidos afirmou hoje que não tem contato com Jair Bolsonaro
  • Ex-presidente do Brasil está hospedado na casa do ex-lutador José Aldo, na Flórida
  • Departamento de Estado afirmou que Brasil não fez nenhum pedido associado a Bolsonaro
  • Segundo Ned Price, caso algum pedido seja feito, a resposta será apropriada
Ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro foi à Flórida no fim de dezembro

Ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro foi à Flórida no fim de dezembro

Adriano Machado/Reuters - 12.12.2022

O governo americano disse nesta segunda-feira (9) que não tem contato com o ex-presidente Jair Bolsonaro, que está nos Estados Unidos e cujos apoiadores radicais invadiram e depredaram as sedes dos Três Poderes, em Brasília.

O conselheiro de segurança da Casa Branca, Jake Sullivan, afirmou a jornalistas que o presidente americano, Joe Biden, vai discutir o que aconteceu na praça dos Três Poderes com o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva.

Sullivan ressaltou que não há "contato direto" com Bolsonaro, que viajou para a Flórida na véspera da posse de Lula, e afirmou que, no momento, o governo brasileiro não pediu aos Estados Unidos para extraditar o ex-presidente.

"Se recebêssemos tal pedido, abordaríamos o assunto seriamente, como sempre fazemos", disse Sullivan, que está no México para a Cúpula de Líderes da América do Norte, na qual Biden vai se encontrar com o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau.

O conselheiro declarou que "não há dúvida" de que os Estados Unidos condenam o "ataque à democracia" cometido pelos apoiadores radicais de Bolsonaro e "têm confiança nas instituições democráticas do Brasil".

Também nesta segunda-feira, o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, afirmou em entrevista coletiva que as autoridades do Brasil não fizeram nenhum tipo de pedido relacionado ao ex-presidente do país.

"Estamos aguardando quaisquer pedidos de assistência de nossos parceiros brasileiros, das autoridades brasileiras, seja por meios diplomáticos, seja por canais de segurança, e é claro que responderemos a esses pedidos conforme apropriado", disse Price.

O porta-voz lembrou que os EUA e o Brasil são "parceiros próximos, trabalham juntos no dia a dia em uma variedade de questões, e às vezes questões de segurança".

Price declarou que os dois países têm procedimentos de cooperação bem estabelecidos, por exemplo, quando há um pedido de informações, mas insistiu que o Brasil não fez nenhuma solicitação desse tipo.

Imprensa internacional repercute invasão do STF, Congresso e Planalto

Últimas