Rússia x Ucrânia

Internacional Governo russo anuncia que restringiu o acesso ao Instagram

Governo russo anuncia que restringiu o acesso ao Instagram

População do país também está impedida de acessar conteúdos e fazer postagens no Facebook e no Twitter

  • Internacional | Do R7

Rússia acusa o Instagram de espalhar discursos contra o país

Rússia acusa o Instagram de espalhar discursos contra o país

Pixabay

A Rússia anunciou nesta sexta-feira (11) que restringiu o acesso à rede social Instagram, a qual acusa de espalhar apelos à violência contra os russos, devido ao conflito na Ucrânia.

"Atendendo ao pedido da Procuradoria-Geral, o acesso à rede social Instagram (...) está restrito na Rússia", disse o regulador de telecomunicações Roskomnadzor em comunicado.

As páginas ou aplicativos da internet com acesso limitado geralmente se tornam inacessíveis no país. Esse já é o caso do Facebook e do Twitter, que foram afetados pela mesma restrição após o início da operação militar na Ucrânia, em 24 de fevereiro.

Horas antes, a Rússia anunciou que iniciaria uma ação legal contra a Meta, empresa controladora do Facebook e Instagram, por ter relaxado suas regras sobre mensagens violentas direcionadas ao Exército e líderes russos.

O poderoso Comitê de Investigação da Rússia indicou que havia iniciado suas investigações "devido a pedidos ilegais de assassinato de russos por colaboradores da sociedade Meta americana".

O Instagram é muito popular entre os jovens russos e também é uma ferramenta de vendas online crucial para pequenas e médias empresas russas, bem como para artistas e criadores.

O alto-comissário para os direitos humanos expressou preocupação nesta sexta-feira com o anúncio da Meta de abrir exceções às suas regras em relação a mensagens hostis aos militares e ao governo russos.

Últimas