Greta Thunberg a líderes na ONU: 'Vocês roubaram meus sonhos'

Jovem ativista sueca, criadora da Greve pelo Clima, participa de Cúpula das Nações Unidas para o Clima e cobra ação dos adultos

Greta acusou falta de ação dos adultos em relação às mudanças climáticas: 'Palavras vazias'

Greta acusou falta de ação dos adultos em relação às mudanças climáticas: 'Palavras vazias'

Carlo Allegri / Reuters - 23.9.2019

A ativista climática sueca Greta Thunberg disse aos líderes mundiais na abertura de uma conferência climática da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta segunda-feira (23), que eles roubaram sua infância com "palavras vazias".

VEJA TAMBÉM: Ativistas fecham ruas da capital dos EUA em protesto pelo clima

"Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias", disse Thunberg, de 16 anos, na cúpula da ONU sobre mudanças climáticas, cobrando os adultos por não terem feito o suficiente para proteger o meio ambiente.

Líderes mundiais, como a chanceler alemã, Angela Merkel, o presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, discursam na reunião de um dia, além de empresas que trabalham para promover a energia renovável.

Leia a íntegra do discurso de Greta Thunberg na Cúpula Climática da ONU:

"Minha mensagem é que estaremos observando vocês.

Tudo está errado. Eu não deveria estar aqui em cima. Eu deveria estar de volta à escola do outro lado do oceano.

No entanto, todos vocês vêm a nós, jovens, em busca de esperança. Como se atrevem?

Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias. Mas eu faço parte do grupo dos sortudos.

As pessoas estão sofrendo. As pessoas estão morrendo e os ecossistemas estão entrando em colapso. Estamos no início de uma extinção em massa, e tudo o que você pode falar é sobre dinheiro e contos de fadas do crescimento econômico eterno. Como se atrevem? (chora)

Por mais de 30 anos, a ciência foi absolutamente clara. Como ousam continuar a desviar o olhar e vir aqui dizendo que estão fazendo o suficiente, quando a política e as soluções necessárias ainda não estão à vista?

Vocês dizem que nos ouvem e que entendem a urgência. Por mais triste e zangada que eu esteja, não quero acreditar nisso, porque se vocês realmente entenderam a situação e seguem sem agir, então vocês serias maus — e eu me recuso a acreditar nisso.

A ideia popular de reduzir nossas emissões pela metade em 10 anos apenas nos dá 50% de chance de permanecer abaixo de 1,5 graus e o risco de desencadear reações em cadeia irreversíveis além do controle humano. 50% podem ser aceitáveis ​​para você, mas esses números não incluem pontos de inflexão, a maioria dos ciclos de retorno, o aquecimento adicional oculto pela poluição tóxica do ar ou os aspectos de equidade e justiça climática.

Estes números também contam com a minha geração sugando centenas de bilhões de toneladas de CO2 do ar com tecnologias que sequer existem.

Portanto, um risco de 50% simplesmente não é aceitável para nós, que teremos que viver com as consequências.

Para se ter uma chance de 67% de permanecer abaixo de 1,5 graus de aumento da temperatura global, a melhor perspectiva oferecida pelo IPCC (Painel da ONU para Mudanças Climáticas), o mundo ainda tinha 420 gigatoneladas de CO2 para emitir em 1º de janeiro de 2018. Hoje, esse número já está abaixo de menos de 350 gigatoneladas.

Como você se atreve a fingir que isso pode ser vendido com se fosse apenas um negócio comum e resolvido com algumas soluções técnicas? Com os níveis de emissões atuais, esse orçamento restante de CO2 será totalmente gasto em menos de oito anos e meio.

Hoje, não haverá soluções ou planos apresentados de acordo com esses números, porque eles são muito desconfortáveis ​​e vocês ainda não amadureceram o suficiente para assumí-los.

Vocês estão falhando conosco.

Mas os jovens estão começando a entender a traição de vocês. Os olhos de todas as gerações futuras estão sobre vocês. E se vocês escolherem nos deixar para trás, eu digo, nunca iremos perdoá-los. Não vamos deixar vocês escaparem disso.

Bem aqui, agora é onde traçamos a linha. O mundo está acordando e as mudanças estão chegando, gostem vocês ou não.

Obrigada."