Rússia x Ucrânia

Internacional Grupo mercenário russo reivindica tomada de Bakhmut, na Ucrânia

Grupo mercenário russo reivindica tomada de Bakhmut, na Ucrânia

Forças de Moscou e Kiev depositaram esforços na batalha pela cidade, apesar do município não desempenhar valor estratégico

AFP
Resumindo a Notícia
  • Grupo mercenário Wagner reivindicou a tomada da cidade de Bakhmut, na Ucrânia.

  • Forças da Rússia e da Ucrânia depositam grandes esforços para ter o controle da cidade.

  • Para especialistas, Bakhmut não tem relevância estratégica.

Bakhmut está tomada por tropas russas e ucranianas

Bakhmut está tomada por tropas russas e ucranianas

Genya Savilov/AFP - 31.3.2023

O líder do grupo paramilitar russo Wagner reivindicou neste segunda-feira (3, noite de domingo em Brasília) a tomada "legal" de Bakhmut, no leste da Ucrânia, ao afirmar que o prédio administrativo da cidade estava sob controle de Moscou.

"No sentido legal, Bakhmut foi tomada. O inimigo está concentrado nas áreas ocidentais", afirmou Yevgeny Prigozhin.

Em um vídeo que acompanhou a postagem, Prigozhin pode ser visto segurando a bandeira russa com uma inscrição em homenagem ao blogueiro militar russo Vladlen Tatarsky, que foi morto neste domingo (2) em um ataque a bomba em um café em São Petersburgo.

"Os comandantes das unidades que tomaram a prefeitura e todo o centro vão hastear esta bandeira", afirmou. "Esta é a companhia militar privada Wagner, esses são os caras que tomaram Bakhmut. Legalmente, é nossa."

Em 20 de março, Prigozhin reivindicou o controle de 70% da cidade pelas unidades do grupo Wagner.

A luta por Bakhmut é a batalha mais longa da ofensiva russa na Ucrânia. As forças de Moscou e Kiev investiram pesadamente na batalha pela cidade, embora analistas vejam o município como tendo pouco valor estratégico.

A Ucrânia diz que a batalha por essa cidade industrial é a chave para manter as forças russas sob controle ao longo de toda a frente oriental.

Bombardeio russo deixa seis mortos no leste da Ucrânia

Últimas