Rússia x Ucrânia

Internacional Guerra na Ucrânia não terá vencedor, afirma ONU no 100º dia da invasão russa

Guerra na Ucrânia não terá vencedor, afirma ONU no 100º dia da invasão russa

Alerta da entidade acontece ao mesmo tempo em que as negociações de paz entre os dois países estão paralisadas

AFP
Guerra na Ucrânia fez milhões de pessoas deixarem o país em busca de segurança

Guerra na Ucrânia fez milhões de pessoas deixarem o país em busca de segurança

ARIS MESSINIS / AFP

A guerra na Ucrânia "não terá vencedor", afirmou nesta sexta-feira (3) o secretário-geral adjunto e coordenador de crises da ONU para a Ucrânia, no dia em que a invasão russa completa 100 dias.

"Esta guerra não tem e não terá vencedor", afirmou Amin Awad em um comunicado.

"Precisamos de paz. A guerra deve cessar", acrescentou o funcionário da ONU no momento em que as negociações entre Rússia e Ucrânia estão paralisadas há várias semanas.

A invasão russa iniciada em 24 de fevereiro "teve um preço elevado para os civis", destaca Awad, que cita "a destruição e a devastação de cidades e localidade", assim como as perdas de "vidas, casas, empregos e perspectivas". 

Há várias semanas, os exércitos ucraniano e russo se enfrentam no leste do país, na bacia de mineração do Donbass, e no sul, onde Moscou já mencionou a possibilidade de convocar referendos com o objetivo de anexar os territórios ocupados.

Awad afirmou ainda que em pouco menos de três meses "quase 14 milhões de ucranianos foram obrigados a fugir de suas casas, a maioria mulheres e crianças", o que chamou de um fenômeno "sem precedentes na história".

Últimas