Internacional Idoso desaparece no mar tentando cruzar o Atlântico a remo

Idoso desaparece no mar tentando cruzar o Atlântico a remo

A embarcação de Jean-Jacques Savin, que saiu da costa de Portugal no dia 1º, foi encontrada à deriva por autoridades do país

Reuters
Barco foi encontrado à deriva pela Marinha portuguesa

Barco foi encontrado à deriva pela Marinha portuguesa

Marinha Portuguesa/Divulgação via Reuters

O aventureiro francês Jean-Jacques Savin, que zarpou em um barco a remo de Portugal em 1º de janeiro para cruzar o oceano Atlântico sozinho, desapareceu em alto-mar, e seu barco foi encontrado de cabeça para baixo e vazio perto do arquipélago dos Açores, afirmou a Marinha de Portugal.

A equipe de apoio de Savin, de 75 anos, havia dito em uma publicação no Facebook no sábado (22) que o corpo do aventureiro fora encontrado dentro da cabine do elegante barco Audacious, construído especificamente para a travessia.

Entretanto, no fim do sábado emitiu outro comunicado, assinado pela filha do francês, informando que o corpo não havia sido recuperado. "Até agora não houve confirmação oficial das autoridades marítimas portuguesas", escreveu.

Um comunicado da Marinha portuguesa no domingo disse que a busca pelo barco de Savin começou após um sinal de socorro enviado pouco antes da meia-noite da quinta-feira (20). A busca envolveu uma corveta naval, três aviões e vários navios mercantis, um dos quais encontrou uma sacola à prova de água com os documentos de Savin, disse.

Eles localizaram o barco virado em mares turbulentos e conseguiram levá-lo para a embarcação naval no sábado.

Em 2019, Savin cruzou o Atlântico em uma cápsula no formato de barril, das ilhas Canárias, na Espanha, para o Caribe.

Últimas