Internacional Incêndio em floresta de Chernobyl faz níveis de radiação aumentarem

Incêndio em floresta de Chernobyl faz níveis de radiação aumentarem

Homem queimou grama como uma brincadeira e não conseguiu apagar o fogo. Agora, centro do incêndio registra radiação 16 vezes maior que o normal

  • Internacional | Do R7

Yaroslav Yemelianenko / Reuters - 5.4.2020

Um incêndio florestal perto na zona restrita de Chernobyl preocupa autoridades na Ucrânia e moradores da região pelo aumento da radioatividade.

O fogo começou na noite de sábado (4) quando um homem começou um pequeno incêndio e logo se alastrou pela região, palco do pior acidente nuclear da história.

Bombeiros conseguiram apagar dois focos de incêndio, com a participação de mais de 100 profissionais na operação. No domingo (5), eles ainda estavam tentando controlar o incêndio.

Especialistas do governo ucraniano foram até o local na segunda-feira (6) e constataram que os níveis de radiação haviam subido radicalmente depois do fogo.

O chefe do serviço de inspeção ecológica da Ucrânia, Egor Firsov, mostrou em vídeo que os níveis de radiação estavam em 2.3, um número 16 vezes maior que o habitual 0.14 registrado na região.

“Isso são notícias ruins. No centro do incêndio a radiação está acima do normal”, disse.

Os bombeiros disseram no sábado que o aumento da radioatividade em algumas regiões tornava a tarefa de apagar o fogo mais difícil e ressaltaram que as pessoas que moram por perto da floresta estavam em risco.

Segundo as investigações da polícia, o responsável pelo incêndio é um homem de 27 anos que botou fogo na grama e lixo que estava por ali “por diversão”. Ele disse que o vento começou a espalhar o fogo e que ele não conseguiu apagar o incêndio.

Até a tarde de domingo, o fogo continuava ativo na região.

Últimas