Indonésia: inundações deixaram 21 mortos nos últimos dias

As inundações registradas em Jacarta, capital da Indonésia, já provocaram a morte de 21 pessoas e obrigaram a retirada de milhares de outras

Moradores percorrem uma área inundada em Ciledug, na Indonésia

Moradores percorrem uma área inundada em Ciledug, na Indonésia

EFE/EPA/BAGUS INDAHONO - 02/01/2020

As inundações registradas em Jacarta, capital da Indonésia, a oeste da ilha de Java, já provocaram a morte de 21 pessoas e obrigaram a retirada de milhares de outras, segundo divulgou nesta quinta-feira (2) o Ministério de Assuntos Sociais do país.

Grande parte das vítimas está em Jacarta, mas também houve mortes em Tangerang, Bekasi e Bogor, todas na região metropolitana da cidade, onde vivem 30 milhões de pessoas, conforme dados da agência local de gestão de desastres.

As mortes foram provocadas por hipotermia, afogamento, eletrocussão, deslizamentos de terra e desabamento de casa, de acordo com o órgão governamental.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, garantiu, em entrevista coletiva concedida na Bolsa de Valores de Jacarta, que é preciso dar prioridade aos atendimentos das necessidades da população.

"O mais importante é deixar as pessoas a salvo. Trabalharemos as infraestruturas para evitar as inundações mais adiante, quando tivermos completado a evacuação", disse o chefe de governo.

Ao todo, 31.232 pessoas tiveram que partir para abrigos provisórios, de acordo com dados provisórios divulgados pelas autoridades locais. A justiça indonésia, inclusive, foi suspensa por causa das chuvas.

O aeroporto Halim Perdanakusuma foi fechado, um dia depois de reaberto, obrigando a transferência de todos os voos para o aeroporto internacional Soekarno-Hatta.