Internacional Inundações em Machu Picchu deixam ao menos um desaparecido

Inundações em Machu Picchu deixam ao menos um desaparecido

A cheia do rio Alccamayo atingiu a cidade turística próxima à cidadela inca e deixou uma pessoa ferida, além de danos

AFP
Machu Picchu Pueblo teve muitos danos por conta da cheia de um rio próximo

Machu Picchu Pueblo teve muitos danos por conta da cheia de um rio próximo

Ferdinan Ccori Quispe/EFE - 21.01.2022

Nesta sexta-feira (21), as fortes chuvas na cidade turística de Machu Picchu Pueblo, vizinha da cidadela que é uma joia da cultura inca no Peru, causaram inundações que deixaram uma pessoa desaparecida e outra ferida, destruíram ferrovias e pontes e interromperam o serviço de trem para o principal destino turístico do país andino.

O Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) informou durante a tarde, em um comunicado, que "até o momento temos uma pessoa ferida e outra desaparecida, uma residência destruída e quatro afetadas, além de danos de diversos tipos em três locais comerciais, em quatro pontes e na linha férrea", devido ao deslizamento de lama e ao transbordamento dos rios.

O rio Alccamayo, que circunda a cidade de Machu Picchu, é um afluente do Vilcanota, em cujas margens está localizada a ferrovia que liga a cidade de Cusco com a cidade próxima à cidadela inca.

Em um comunicado, a empresa ferroviária Peru Rail confirmou ter interrompido as viagens até segunda ordem, após o deslizamento de rochas e terra no leito do rio Alccamayo.

De acordo com a empresa, nenhum passageiro ou trabalhador ficou ferido.

Últimas