Internacional Irã dará US$150 mil a cada família das vítimas de queda de avião

Irã dará US$150 mil a cada família das vítimas de queda de avião

Boeing 737 da Ukraine, com 176 ocupantes, foi abatido por engano em Teerã, por membros da Guarda Revolucionária Iraniana

Reuters
Os 176 ocupantes do avião morreram após o ataque com um foguete terra-ar

Os 176 ocupantes do avião morreram após o ataque com um foguete terra-ar

Presidência da Ucrânia via Reuters - Arquivo

O governo do Irã destinou, nesta quarta-feira, US$ 150 mil (cerca de R$ 780 mil) para as famílias de cada uma das 176 vítimas de um avião ucraniano abatido no espaço aéreo iraniano em janeiro, informou a agência de notícias oficial Irna.

Leia também: Queda de avião no Irã: 3 fatores que levaram à derrubada do Boeing ucraniano por engano

Ao descrever como "inaceitável" a forma como o Irã tem lidado com a situação, a Ucrânia disse que o valor da indenização deveria ser negociado e pediu que os responsáveis sejam levados à Justiça.

De acordo com a agência Irna, um comunicado do governo iraniano informou: "O gabinete aprovou o fornecimento de 150 mil dólares ou o equivalente em euros o mais rápido possível para as famílias e sobreviventes de cada uma das vítimas da queda do avião ucraniano."

Erro humano

A Guarda Revolucionária do Irã disse ter derrubado acidentalmente o avião da Ukraine International Airlines logo após a decolagem, confundindo-o com um míssil no momento em que as tensões com os Estados Unidos eram altas.

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia afirmou que a compensação deveria ser definida por meio de conversas, levando em consideração a prática internacional, após estabelecidas as causas da tragédia, e que os responsáveis sejam levados à Justiça.

"O lado ucraniano espera do Irã um esboço do relatório técnico sobre as circunstâncias do abate da aeronave", disse o porta-voz do ministério Oleh Nikolenko, acrescentando que o Irã ainda não implementou acordos anteriores, sem dar detalhes.

"Esta situação é especialmente inaceitável, já que estamos falando sobre o destino de pessoas inocentes", afirmou Nikolenko.

A queda do avião ucraniano e outros acontecimentos importantes de 2020

Últimas