Rússia x Ucrânia

Internacional Irã reforça laços com a Rússia, mas pede fim da guerra na Ucrânia

Irã reforça laços com a Rússia, mas pede fim da guerra na Ucrânia

Presidente iraniano diz que conflito 'é motivo de preocupação para todos os países' e que Teerã e Moscou têm 'futuro brilhante'

Agência EFE

Resumindo a Notícia

  • Presidente do Irã pede fim da guerra entre a Rússia e a Ucrânia
  • 'Escalada da guerra é motivo de preocupação para todos os países', afirma Ebrahim Raisi
  • Relação bilateral e cooperação entre Rússia e Irã tem crescido
  • Ucrânia acusa Irã de fornecer drones 'ilimitados' ao Exército russo
Ebrahim Raisi foi eleito presidente em 2021

Ebrahim Raisi foi eleito presidente em 2021

HO/Iranian Presidency/AFP - 21.9.2021

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, pediu nesta quarta-feira (9) o fim da guerra da Rússia contra a Ucrânia, ao mesmo tempo em que esclareceu que Teerã e Moscou querem expandir seus laços estratégicos em diversos campos.

Durante seu encontro nesta quarta com o secretário do Conselho de Segurança da Rússia (RSC), Nikolai Patrushev, Raisi enfatizou que a política de princípios de seu país é de oposição à guerra e afirmou que "a expansão do alcance e a escalada da guerra são motivo de preocupação para todos os países", segundo informou o site oficial da Presidência iraniana.

Raisi afirmou que a vontade do Irã e da Rússia é melhorar o nível das relações estratégicas em diversos campos, ressaltando que os laços entre Teerã e Moscou estão se fortalecendo e têm um futuro brilhante.

"A cooperação entre países independentes é a resposta mais decisiva à política sancionadora e desestabilizadora dos Estados Unidos", acrescentou Raisi.

Patrushev, por sua parte, apresentou um relatório sobre o estado da cooperação bilateral e salientou que "estamos trabalhando muito ativamente para desenvolver a cooperação nos campos político, comercial, energético, agrícola e de trânsito".

Da mesma forma, expressou sua esperança no desenvolvimento das relações entre Irã e Rússia no âmbito de organismos e organizações regionais, acrescentando que "a criação de um mundo multipolar está de acordo com os interesses de todos os países do mundo".

Patrushev chegou a Teerã na terça-feira a convite oficial do secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani.

A visita acontece depois que o Irã admitiu ter fornecido alguns drones de assalto à Rússia antes do início da atual campanha militar na Ucrânia, embora Kiev negue que o número seja limitado.

O presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, assegurou que seu Exército abate "pelo menos dez drones iranianos todos os dias", enquanto a inteligência militar ucraniana afirmou na última terça-feira (8) que os componentes de alguns dos aparelhos abatidos sugerem que eles foram fabricados quando a invasão russa já havia começado.

A principal autoridade de segurança da Rússia é acompanhada por uma delegação econômica durante a viagem ao Irã e deve se reunir com outras autoridades políticas e econômicas iranianas para discutir o desenvolvimento e a expansão dos laços bilaterais.

Últimas