Rússia x Ucrânia

Internacional Joe Biden autoriza mais de R$ 1 bilhão em ajuda militar à Ucrânia

Joe Biden autoriza mais de R$ 1 bilhão em ajuda militar à Ucrânia

Dinheiro deve ser investido em equipamentos de defesa, assim como em treinamento de tropas ucranianas 

Agência EFE
Soldados ucranianos durante treinamento em Kiev

Soldados ucranianos durante treinamento em Kiev

Sergei Supinsky/AFP - 11.3.2022

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, autorizou neste sábado (12) a liberação de 200 milhões de dólares (cerca de R$ 1 bilhão) para ajudar a Ucrânia com armas e equipamentos militares a fim de o país se defender contra a invasão das tropas russas.

Em um memorando enviado ao secretário de Estado, Antony Blinken, e divulgado pela Casa Branca, Biden disse que o dinheiro deveria ser usado para fornecer à Ucrânia "itens e serviços de defesa do Pentágono, bem como treinamento e educação militar".

Com esses 200 milhões de dólares adicionais, o dinheiro total fornecido pelos EUA em ajuda militar à Ucrânia neste ano chega a 1,2 bilhão de dólares (aproximadamente R$ 6 bilhões).

O novo pacote de ajuda inclui mísseis antitanque Javelin e mísseis antiaéreos Stinger, que os militares americanos já possuem na Europa e chegarão à Ucrânia por terra vindos da Polônia e da Romênia.

Ainda nesta semana, o Congresso dos EUA votou a favor de um pacote de 13,6 bilhões de dólares (cerca de R$ 69 bilhões) em ajuda humanitária e militar à Ucrânia e ao leste da Europa.

Quase metade dos fundos para a Ucrânia, 6,5 bilhões (aproximadamente R$ 32,9 bilhões), irá para o Departamento de Defesa para que possa manter suas operações militares nos países da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no leste da Europa, bem como enviar equipamentos militares para a Ucrânia.

Últimas