Estados Unidos

Internacional Joe Biden pede proibição da venda de armas de assalto a civis

Joe Biden pede proibição da venda de armas de assalto a civis

Presidente dos Estados Unidos deseja restringir o acesso do público a armamentos como rifles, comumente usados em ataques

  • Internacional | Do R7, com informações da AFP

Resumindo a Notícia

  • Presidente dos EUA, Joe Biden, pediu a proibição da venda de armas de alto calibre
  • Biden disse que idade mínima para compra de armas deve ser aumentada para 21 anos
  • Presidente classificou de "inconcebível" a recusa de republicanos a mudanças nessas leis
  • Fala de Biden acontece após uma série de ataques nos EUA
Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em discurso transmitido pela TV

Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em discurso transmitido pela TV

Kevin Dietsch/Getty Images North America/Getty Images via AFP - 2.6.2022

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pediu nesta quinta-feira (2) aos congressistas que aprovem a proibição da venda a particulares de armas de assalto e carregadores de alta capacidade, para ajudar a conter os tiroteios em massa no país.

"Quantas matanças mais estamos dispostos a aceitar?", questionou Biden em pronunciamento transmitido pela TV, acrescentando que, se a proibição não for obtida, a idade para comprar essas armas deveria ser aumentada de 18 para 21 anos.

Biden classificou de "inconcebível" a recusa da maioria dos senadores republicanos a votar normas mais rígidas sobre as armas de fogo. "É hora de o Senado fazer alguma coisa", advertiu o presidente democrata, ressaltando que os congressistas "não podem falhar novamente com o povo americano".

Nos últimos dias, dois grandes ataques chocaram o povo americano. Em Uvalde, no Texas, um jovem de 18 anos assassinou 19 crianças e duas professoras em uma escola de ensino primário. Salvador Ramos, morto por policiais no confronto, usou um rifle AR-15 durante a ação.

Já na última quarta-feira (1º), um homem entrou em um hospital de Tulsa, Oklahoma, e matou quatro pessoas, antes de tirar a própria vida. A polícia acredita que o autor do ataque desejasse matar um médico que teria realizado uma cirurgia nele no passado.

Últimas