Deu na gringa

Internacional Jovem leva tiro e morre após entrar em fazenda, supostamente para encontrar cachorro

Jovem leva tiro e morre após entrar em fazenda, supostamente para encontrar cachorro

O garoto, de 18 anos, entrou na propriedade com mais dois amigos quando foi ferido e abandonado pelo agressor 

  • Internacional | Larissa Crippa*, do R7

Resumindo a Notícia
  • Jovens passavam por uma propriedade rural quando foram surpreendidos por tiros.

  • O proprietário disparou para cima para assustá-los e, após ouvir insultos, atirou no grupo.

  • Um dos jovens, que tinha 18 anos, foi atingido por um dos disparos e morreu.

  • O acusado vai pegar cinco anos de prisão por homicídio de dolo eventual.

A região de Maldonado é bastante rural, e a população local sobrevive com fazendas

A região de Maldonado é bastante rural, e a população local sobrevive com fazendas

Reprodução Twitter/@AndresCiancia55

Três jovens na casa dos 20 anos passavam por uma fazenda em Maldonado, no Uruguai, quando foram surpreendidos por tiros. As informações foram divulgadas pelo portal Subrayado.

O dono da propriedade, ao perceber que três pessoas estavam em sua área, deu dois tiros para cima, para assustar os homens, que ele acreditava serem invasores.

Depois dos disparos, os meninos se assustaram e xingaram o proprietário, que atirou novamente, dessa vez na direção do grupo.

O tiro acertou o mais novo, de 18 anos, que ficou caído no chão. Os amigos contam que o homem atirou e voltou para dentro de casa sem se preocupar se alguém tinha sido atingido.

Nem mesmo quando uma ambulância chegou para socorrer o ferido o autor dos disparos buscou saber o que tinha acontecido. 

Segundo os sobreviventes, eles só passaram pela propriedade porque estavam seguindo seus cachorros. Porém, foram levantadas outras duas hipóteses: que o grupo estivesse caçando ou que poderiam estar roubando animais das fazendas da região.

De acordo com a imprensa uruguaia, vizinhos relataram que deram falta de cabeças de gado e pertences nos últimos dias. Eles afirmam que um grupo de três homens, armados e acompanhados de cães, foram vistos rondando a área. 

A população local ainda contou que já tentou pedir ajuda à polícia, explicando que a área precisava ser vigiada, mas nada foi feito.

A Justiça estabeleceu um acordo com o fazendeiro, e ele poderá pegar cinco anos de prisão por homicídio de dolo eventual, que acontece quando o autor do crime não quer atingir certo resultado mas assume o risco de produzi-lo.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques 

Últimas