Internacional Juiz brasileiro é eleito presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos

Juiz brasileiro é eleito presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos

A partir de 1º de janeiro de 2016, Roberto de Figueiredo Caldas substituirá o magistrado colombiano Humberto Sierra 

Reuters

O juiz brasileiro Roberto de Figueiredo Caldas foi eleito novo chefe da Corte Interamericana de Direitos Humanos, onde era vice-presidente, afirmou nesta quarta-feira (25) o braço jurídico da OEA (Organização dos Estados Americanos).

A partir de 1º de janeiro de 2016, Caldas substituirá o magistrado colombiano Humberto Sierra no comando do tribunal regional, enquanto que seu colega mexicano Ferrer Mac-Gregor Poisot assumirá a vice-presidência.

Brasil comemora resolução da ONU contra Estado Islâmico

"(Caldas é um) destacado jurista que trabalhou no litígio de importantes causas, especialmente de direitos trabalhistas, sociais, culturais e econômicos no Supremo Tribunal Federal e tribunais superiores no Brasil por mais de 30 anos", disse em comunicado a instituição com sede em San José.

A Corte, cuja missão é velar para que os 24 Estados membros cumpram a Carta Interamericana de Direitos Humanos, tem atualmente 26 casos pendentes de sentença em 11 nações e quase 200 na etapa de investigação distribuídos praticamente por todos os países da região.

OEA pede normalização de relações entre EUA e Cuba

Últimas