Estados Unidos

Internacional Kremlin considera 'positivo' que Biden queira 'negociações sérias' sobre crise na Ucrânia 

Kremlin considera 'positivo' que Biden queira 'negociações sérias' sobre crise na Ucrânia 

Porta-voz do governo russo, Dmitri Peskov, disse que o país está cansado de receber ameaças

AFP
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, participa de uma entrevista coletiva em Moscou

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, participa de uma entrevista coletiva em Moscou

Evgenia Novozhenina/Reuters - 23.12.2021

O Kremlin considerou "positivo" nesta quarta-feira (16) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esteja comprometido com o diálogo para resolver a crise entre a Rússia e os países ocidentais sobre a Ucrânia.

"É positivo que o presidente dos EUA tenha expressado seu desejo de realizar negociações sérias", disse o porta-voz presidencial russo, Dmitri Peskov, a repórteres.

Biden manteve a pressão sobre a Rússia na última terça-feira (15) devido ao risco de um ataque à Ucrânia, algo que continua a considerar "uma grande possibilidade", mas apostou na diplomacia para resolver a crise.

"Agradecemos que o presidente dos Estados Unidos, um dos países mais poderosos do mundo, pense na nação russa", disse Peskov. Ele completou dizendo que os russos estão "cansados ​​dessas ameaças".

O porta-voz previu que as negociações para resolver a crise serão "muito complexas e exigirão flexibilidade de ambos os lados".

A Rússia exige certas garantias para sua segurança, a começar pela certeza de que a Ucrânia não será admitida na OTAN, algo que os países ocidentais se recusam a conceder.

Ucrânia: civis fazem treinamento militar em meio à ameaça de invasão da Rússia

Últimas