Internacional Macri diz que narcotráfico cresceu 'exponencialmente' na Argentina

Macri diz que narcotráfico cresceu 'exponencialmente' na Argentina

'Como consequência disso, drogas de todos os tipos em quantidades maciças ficaram ao alcance de novos consumidores por menor preço', afirmou

Macri criticou as políticas dos últimos governos

Macri criticou as políticas dos últimos governos

Agustin Marcarian/ Reuters - 25.3.2019

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou neste domingo que o narcotráfico cresceu "exponencialmente" no país durante a última década, porque não existiu "nenhuma política que tivesse a intenção de combatê-lo", em mensagem divulgada nas redes sociais.

"Na década passada, sem nenhuma política que tivesse a intenção de combatê-lo, o narcotráfico cresceu exponencialmente no nosso país. Como consequência disso, drogas de todos os tipos em quantidades maciças ficaram ao alcance de novos consumidores por menor preço", afirmou no texto.

O líder do Executivo avaliou as condições de um novo mercado integrado por consumidores "jovens de todo o país, de todas as classes sociais, de todos os tipos de famílias".

"Eles (os jovens) são o principal alvo de qualquer pessoa que traga drogas ao país. Porque o mercado de drogas, como o de videogames, não pode crescer para as pessoas com mais idade, sempre crescem para as pessoas de menos idade, para os jovens, para os meninos", manifestou.

O presidente argentino ressaltou que as detenções sobre grupos de narcotraficantes e a apreensão "de um caminhão com drogas aqui ou lá" não são fatos isolados "que parecem ter saído de uma série de televisão", mas têm incidência real sobre a população.

"Trata-se de capturar concretamente um conjunto de pessoas e seus lotes de drogas que representam organizações violentas que buscam encher as ruas, as escolas, os colégios, as universidades, os clubes e os empregos, com essas drogas. (...) Não é um fato policial distante, é absolutamente próximo", acrescentou.

Segundo Macri, o país se habituou "a ver operações policiais bem-sucedidas que terminam com expropriação de todos os tipos de drogas.

"Cada confisco significa menos drogas nas ruas, drogas mais difíceis de conseguir, drogas mais caras, mais distantes dos colégios, de seus filhos", disse o presidente.