Rússia x Ucrânia

Internacional Meio milhão de crianças deixaram a Ucrânia como refugiadas, diz Unicef

Meio milhão de crianças deixaram a Ucrânia como refugiadas, diz Unicef

De acordo com a agência da ONU, pelo menos 17 meninos e meninas morreram nos oito primeiros dias de conflito

Agência EFE
Mulher segura criança enquanto aguarda embarque em trem para se refugiar na Polônia

Mulher segura criança enquanto aguarda embarque em trem para se refugiar na Polônia

DANIEL LEAL / AFP - 03.02.22

Meio milhão de crianças já deixaram a Ucrânia como refugiadas após uma semana de guerra, alertou nesta quinta-feira (3) o Unicef, confirmando que pelo menos 17 menores morreram como resultado dos combates e 30 ficaram feridos.

Em comunicado, a agência da ONU para as crianças observou que esses números devem continuar aumentando nos próximos dias e que as necessidades humanitárias se multiplicam. No total, o número de refugiados resultantes da invasão russa à Ucrânia já ultrapassa um milhão, segundo o alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi.

Em nota, o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) afirmou que o conflito está tendo um impacto devastador nas crianças ucranianas, com milhões delas afetadas pela violência, especialmente devido ao aumento dos bombardeios em áreas urbanas.

"O uso de armas explosivas nas cidades pode rapidamente transformar esta crise em uma catástrofe para as crianças da Ucrânia", disse Afshan Khan, diretora regional do Unicef para a Europa e Ásia Central.

"Não há operações armadas dessa escala que não causem danos às crianças. As consequências serão trágicas", insistiu.

Até agora, as Nações Unidas confirmaram a morte de 17 crianças na guerra, embora esse número inclua apenas casos que a organização conseguiu verificar; por isso, estima-se que o número real seja provavelmente muito maior.

Segundo o Unicef, centenas de casas foram danificadas ou destruídas e há relatos de ataques que atingiram escolas, orfanatos e postos de saúde.

A agência enfatizou que as necessidades humanitárias na Ucrânia estão se multiplicando a cada hora e que já existem centenas de milhares de pessoas sem acesso a água potável devido a danos nas infraestruturas, enquanto muitas outras não têm acesso a médicos e algumas áreas estão ficando sem medicamentos.

O Unicef disse que está reforçando suas operações para levar ajuda vital a crianças e famílias na Ucrânia e também para apoiar o acolhimento de refugiados em países vizinhos.

Arte R7

Últimas