Guerra Israel x Hamas

Internacional Militar israelense que foi levada como refém fala publicamente pela primeira vez

Militar israelense que foi levada como refém fala publicamente pela primeira vez

Ori Megidish, de 19 anos, expressou felicidade pelo fato de parte dos reféns ter sido libertada do cativeiro na Faixa de Gaza

  • Internacional | Do R7

Ori Megidish, de 19 anos, posa com a família

Ori Megidish, de 19 anos, posa com a família

Arquivo pessoal via Reuters - 30.10.2023

Uma militar israelense, capturada em 7 de outubro e resgatada pelo Exército três semanas depois, expressou, nesta segunda-feira (27), sua alegria pelo fato de parte dos reféns ter sido libertada do cativeiro na Faixa de Gaza, em seus primeiros comentários públicos desde sua liberação.

Ori Megidish, de 19 anos, estava de guarda na fronteira ultramilitarizada entre Israel e a Faixa de Gaza quando foi capturada durante o inédito e sangrento ataque do grupo terrorista Hamas.

O Exército israelense confirmou no fim de outubro que a libertou, mas não deu detalhes sobre seu cativeiro nem sobre a operação que levou ao seu resgate.

O Hamas, que governa a Faixa de Gaza desde 2007, sempre negou ter prendido a soldado.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Em um vídeo gravado em sua casa e publicado em sua conta no TikTok, Megidish afirma que está "feliz de ver as imagens comoventes dos reféns se reunindo com suas famílias".

"Espero que todas as famílias que continuam esperando [...] sejam reunidas e possam se alegrar como eu", declarou.

Outro grupo terrorista palestino, a Jihad Islâmica, sugeriu que participou do ataque de 7 de outubro e que também capturou reféns. Além disso, especialistas israelenses afirmam que é provável que alguns reféns estejam nas mãos de grupos mafiosos.

Últimas