Internacional Número de refugiados da Ucrânia chega a 4,32 milhões, aponta Acnur

Número de refugiados da Ucrânia chega a 4,32 milhões, aponta Acnur

Polônia recebeu 2,5 milhões de pessoas desde o início da guerra; há também 7 milhões de deslocamentos internos no território ucraniano

Agência EFE
Além dos refugiados, há muitas pessoas que buscam segurança dentro do território ucraniano

Além dos refugiados, há muitas pessoas que buscam segurança dentro do território ucraniano

Manuel Bruque/EFE

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) informou nesta sexta-feira (8) que o número de pessoas que deixaram a Ucrânia em direção a outros países por causa da invasão russa chegou a 4,32 milhões.

Segundo a agência, ontem foram contabilizados 5.000 novos refugiados, o menor número diário desde o início dos ataques contra o território ucraniano, em 24 de fevereiro.

A Polônia recebeu 2,5 milhões de pessoas vindas da antiga república soviética.

Segundo Matthew Saltmarsh, porta-voz do Acnur, 700 mil ucranianos já receberam do governo polonês o número de identificação necessário para obter acesso à rede de saúde e benefícios sociais.

Desse grupo específico, 94% são mulheres e crianças, segundo explicou o representante da agência, em entrevista coletiva.

Segundo o Acnur, além dos refugiados, a Ucrânia registra, pelo menos, 7,1 milhões de deslocados internos. Já o total de pessoas que precisaram sair da casa em que viviam chegou a 11,4 milhões, o que representa um quarto da população total de antes do conflito.

A ONU segue classificando a situação como a pior crise de refugiados já sofrida pela Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Últimas