Internacional O que se sabe até agora do suspeito de matar o ex-primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe

O que se sabe até agora do suspeito de matar o ex-primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe

Homem de 41 anos suspeitava que político japonês fizesse parte de uma organização associada a problemas financeiros da mãe dele

  • Internacional | Do R7, com informações da AFP

Suspeito de matar Shinzo Abe não era solitário, saía-se bem nos esportes e foi da Marinha

Suspeito de matar Shinzo Abe não era solitário, saía-se bem nos esportes e foi da Marinha

Yomiuri Shimbun/via REUTERS

O homem acusado de assassinar o ex-primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe, nesta sexta-feira (8), foi preso e identificado como Tetsuya Yamagami, um desempregado de 41 anos de idade. A polícia afirmou que o suspeito admitiu ter feito os disparos com uma arma de fabricação caseira. Mas o que se sabe sobre esse homem até agora?

Quem é Yamagami?

O suspeito explicou à polícia que serviu à Marinha do Japão na Força de Autodefesa Marítima durante três anos, a partir de 2002.

Recentemente, trabalhou em uma fábrica no oeste do país por cerca de um ano e meio. Pediu demissão em maio deste ano, de acordo com a imprensa local.

"Até a atitude dele em relação ao trabalho era um problema. Estou surpreso", disse o ex-gerente da empresa ao jornal Mainichi Shimbun. Depois do ataque, Yamagami falou com a polícia de maneira "clara e precisa", de acordo com as autoridades.

Ex-colegas de escola, entrevistados pela emissora pública japonesa NHK, afirmaram que o suspeito era uma pessoa calma, mas não solitária. Era bom nos esportes e nos estudos.

Qual poderia ser o motivo?

"O suspeito declarou que sentia rancor de uma organização em particular e disse que cometeu o crime por acreditar que o ex-primeiro-ministro Shinzo Abe tinha uma conexão com ela", apontou a polícia ontem.

As autoridades não divulgaram o nome da organização em questão, mas os meios de comunicação locais afirmam que se trata de um grupo religioso, citando fontes da investigação.

A NHK e o periódico Mainichi Shimbun destacaram que a família de Yamagami havia sofrido problemas financeiros em decorrência das doações feitas pela mãe dele à organização.

Yamagami tinha planejado originalmente cometer um atentado contra o chefe da organização, mas mudou o alvo para Abe, que, para o suspeito, tinha promovido a organização no Japão, de acordo com a Kyodo News, que também citou fontes de investigação anônimas.

Como o crime aconteceu?

Yamagami disse que usou uma arma feita artesanalmente para cometer o ataque. As imagens mostram, na cena do crime, uma arma básica, quadrada, com dois canos e envolta em uma fita preta.

A polícia realizou busca e apreensão na casa dele e confiscou "vários artigos feitos à mão, inclusive outras armas".

A suspeita das autoridades é que ele tenha feito ao menos uma das armas vários meses atrás, disse a agência de notícias Jiji.

A agência também informou que Yamagami participou de exercícios de tiro na Marinha. Os oficiais disseram que o suspeito descobriu pela internet que Abe visitaria a região de Nara, no oeste do país.

A polícia acredita que ele tenha pegado um trem para a estação onde o ex-primeiro-ministro estava fazendo um discurso.

Como é fisicamente?

Nas imagens dramáticas do atentado, transmitidas pela TV e espalhadas pelas redes sociais, Yamagami veste calça marrom e uma camiseta cinza. A boca e o nariz estão escondidos por uma máscara cirúrgica branca. O suspeito usa óculos.

O rapaz carregava consigo uma espécie de sacola, onde possivelmente havia escondido a arma.

Veja fotos do momento em que o suspeito tenta fugir mas é agarrado e preso:

Últimas