Internacional Ômicron faz Nova York reduzir festa de Ano-Novo na Times Square

Ômicron faz Nova York reduzir festa de Ano-Novo na Times Square

Evento recebe normalmente 58 mil pessoas, mas neste ano poderão participar apenas 15 mil

AFP
Festa de Ano-Novo na Times Square terá público reduzido

Festa de Ano-Novo na Times Square terá público reduzido

Ed Jones/AFP - 20.12.2021

A famosa celebração do Ano-Novo em Times Square, em Nova York, será drasticamente reduzida pela pandemia, anunciou o prefeito Bill de Blasio nesta quinta-feira (23), conforme a variante Ômicron alimenta um recrudescimento "surpreendente" de casos de Covid-19.

Normalmente, cerca de 58 mil nova-iorquinos se reúnem para testemunhar a queda do enorme globo que anuncia a chegada do novo ano, mas na próxima semana a capacidade será reduzida para 15 mil participantes, que serão obrigados a usar máscara e provar que foram vacinados.

Medidas sanitárias adicionais "manterão a multidão totalmente vacinada segura e saudável no início do Ano-Novo", afirmou de Blasio.

A Times Square estava praticamente vazia na véspera de Ano-Novo do ano passado, e apenas trabalhadores essenciais e convidados puderam ver o globo cair em áreas com distanciamento social.

Diversas cidades no mundo, como Paris e Londres, cancelaram suas festividades para receber o Ano-Novo devido ao avanço da nova variante Ômicron do coronavírus.

Nova York relatou um número assustador de novos casos de Covid-19, quase 11 mil, nos cinco distritos da cidade nesta quarta-feira, segundo o prefeito.

Últimas