Rússia x Ucrânia

Internacional ONU: 10 milhões de pessoas fugiram de suas casas na Ucrânia

ONU: 10 milhões de pessoas fugiram de suas casas na Ucrânia

Segundo o Acnur, mais de 3 milhões de pessoas, em sua maioria mulheres e crianças, já deixaram o país

AFP
Voluntários descansam em meio a doações para população ucraniana

Voluntários descansam em meio a doações para população ucraniana

Yuriy Dyachyshyn/AFP - 19.03.2022

Dez milhões de pessoas fugiram de suas casas na Ucrânia devido à ofensiva "devastadora" da Rússia, disse o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), por meio de seu chefe, Filippo Grandi, neste domingo (20).

"A guerra na Ucrânia é tão devastadora que 10 milhões de pessoas fugiram, seja como deslocados internos ou refugiados no exterior", disse Grandi em sua conta no Twitter.

Antes do conflito, a população da Ucrânia era de 37 milhões nas regiões sob controle do governo, excluindo a Crimeia (anexada pela Rússia) e as regiões separatistas pró-Rússia, que ficam no leste.

"Entre as responsabilidades daqueles que fazem a guerra, em todo o mundo, está o sofrimento infligido aos civis que são forçados a fugir de suas casas", acrescentou Grandi.

Segundo o Acnur, 3.389.044 ucranianos deixaram o país desde o início da invasão russa, em 24 de fevereiro, e outros 60.352 aderiram ao êxodo, segundo dados atualizados neste sábado (19).

Cerca de 90% dos que fugiram são mulheres e crianças. Homens ucranianos com idade entre 18 e 60 anos podem ser convocados e, portanto, não podem deixar o território.

Segundo o Unicef, agência da ONU para crianças, entre os que fugiram para o exterior há mais de 1,5 milhão de crianças.

A organização alerta para os riscos "reais e crescentes" de tráfico e exploração de seres humanos.

De acordo com dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), 162 mil cidadãos de países terceiros também fugiram da Ucrânia para países vizinhos.

Milhões de pessoas fugiram de suas casas mas permanecem na Ucrânia.

Na quarta-feira (16), estimava-se que cerca de 6,48 milhões de pessoas estivessem deslocadas dentro do país, de acordo com agências da ONU e uma pesquisa da OIM.

O Acnur estimou inicialmente que até 4 milhões de pessoas pudessem deixar a Ucrânia.

Últimas