Rússia x Ucrânia

Internacional ONU eleva para 3.309 número de civis mortos em invasão da Ucrânia pela Rússia

ONU eleva para 3.309 número de civis mortos em invasão da Ucrânia pela Rússia

Entre os mortos desde o início do conflito no Leste Europeu, em 24 de fevereiro, estão 234 crianças e adolescentes

Agência EFE
Casas e carros de civis destruídos após ataque russo em Bucha, cidade próxima de Kiev

Casas e carros de civis destruídos após ataque russo em Bucha, cidade próxima de Kiev

Miguel Gutiérrez/EFE

Ao menos 3.309 civis foram mortos e 3.493 ficaram feridos desde que a invasão da Ucrânia pela Rússia começou, em 24 de fevereiro, informou nesta sexta-feira (6) o Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Entre os mortos estão 234 menores, e outros 330 jovens com menos de 18 anos ficaram feridos no decorrer do conflito, disse o escritório, chefiado pela alta-comissária Michelle Bachelet.

Mais da metade das vítimas confirmadas pela ONU morreu na região do Donbass (1.754), e outras 1.555 em áreas sob controle do governo ucraniano, incluindo regiões ao redor das cidades de Kiev, Kharkiv, Mikolaiv e Odessa, entre outras.

A maioria foi morta por ataques com artilharia explosiva de grande alcance, incluindo bombardeios com artilharia pesada e sistemas de foguete de lançamento múltiplo, de acordo com o escritório da ONU.

A agência afirma que o número real de vítimas civis pode ser muito maior do que o confirmado até agora, pois não há dados completos de lugares com combates pesados, como as cidades circundantes de Mariupol, Izium e Popasna.

A ONU lembrou que o alvo deliberado de civis ou infraestrutura não militar (hospitais, escolas etc.) é considerado um crime de guerra sob o direito internacional.

Últimas