Internacional Oposição forma coalizão para tirar Netanyahu do poder em Israel

Oposição forma coalizão para tirar Netanyahu do poder em Israel

Bloco liderado pelo centrista Yair Lapid consegue o número de parlamentares necessários para formar novo governo israelense

  • Internacional | Do R7, com AFP

Pelo acordo, Bennett (e) e Lapid (d) vão dividir a função de primeiro-ministro

Pelo acordo, Bennett (e) e Lapid (d) vão dividir a função de primeiro-ministro

Ronen Zvulun / AFP - 2.6.2021

O centrista Yair Lapid, do partido Yesh Atid, anunciou na noite desta quarta-feira (2), a cerca de uma hora do fim do prazo estabelecido pelo presidente Reuben Rivlin, que conseguiu formar o bloco de coalizão necessário para estabelecer um novo governo em Israel e encerrar o governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Leia também: Trabalhista Isaac Herzog é eleito 11º presidente de Israel

O anúncio foi feito por volta das 23h locais (17h em Brasília), quando o líder da coalizão árabe Mansour Abbas comunicou que havia assinado um acordo. Logo depois, Lapid avisou a Rivlin. O prazo se encerrava à meia-noite e após quatro eleições em dois anos, Israel terá um governo majoritário novamente.

"Assinei um acordo com Yair Lapid depois que conseguimos um importante número de acordos sobre diferentes assuntos, que atendem aos interesses da comunidade árabe", disse Abbas em um comunicado.

Seu partido se soma aos de centro e esquerda que já tinham assinado seus acordos ao longo do dia para se juntar ao projeto de coalizão. O partido da direita radical Yamina, de Naftali Bennett, também anunciou que se juntaria ao novo governo.

Pelo acordo anunciado nesta quarta, Bennett e Lapid vão dividir a função de primeiro-ministro. O primeiro ocupará o cargo pelos próximos dois anos e o centrista assumirá em seguida. O plano ainda precisará ser aprovado pelo Parlamento.

O bloco anti-Netanyahu não conseguiu, como pretendia, um acordo antes do meio-dia local, quando o Knesset, o Parlamento israelense, se reuniu para eleger o 11º presidente do país, o trabalhista Isaac Herzog, de 60 anos.

O centrista Lapid recebeu do presidente Rivlin a missão de formar a coalizão em maio, depois que Netanyahu fracassou em suas tentativas.

Últimas