Internacional Opositor russo foi envenenado com Novichok, diz Alemanha

Opositor russo foi envenenado com Novichok, diz Alemanha

Substância neurotóxica é do mesmo grupo da que utilizada em um atentado contra o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha na Inglaterra, em 2018

  • Internacional | Do R7

Navalny deve se recuperar em breve, segundo o governo alemão

Navalny deve se recuperar em breve, segundo o governo alemão

EPA/SERGEI ILNITSKY/EFE - 20.7.2019

O político russo Alexei Navalny, um dos principais nomes da oposição ao presidente Vladimir Putin, foi envenenado no mês passado com uma substância do grupo de neurotoxinas Novichok. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (2) pelo governo da Alemanha, onde ele está internado desde 21 de agosto.

Leia também: Exames de Navalny na Alemanha reforçam tese de envenenamento

Em um comunicado, o porta-voz do governo alemão, Steffen Siebert, chamou de "assustadora" a descoberta de que "Navalny foi vítima de um ataque por um agente nervoso na Rússia". Ele acrescentou que "o governo condena o ataque da maneira mais veemente possível", além de pedir explicações urgentes do governo russo.

O opositor de Putin passou mal durante um voo entre Tomsk, na Sibéria, e a capital russa, Moscou. Segundo o comunicado alemão, os médicos esperam que ele se recupere completamente em breve.

Segundo a agência de notícias russa TASS, o ministro das Relações Exteriores, Dimitri Peskov, afirmou não ter recebido informações oficiais por parte do governo alemão sobre o uso de Novichok contra Navalny.

Novichok e o ex-espião

Essa não é a primeira vez que uma substância do tipo Novichok é usada para envenenar alguém que se coloca contra o presidente russo.

Em 2018, o ex-espião Sergei Skripal e sua filha, Yulia, foram intoxicados com a substância em Salisbury, na Inglaterra. Os dois sobreviveram, mas o incidente causou uma crise entre os governos do Reino Unido e da Rússia que levou à expulsão de diversos diplomatas russos pelo mundo.

Últimas