Rússia x Ucrânia

Internacional Otan não vê recuo russo na Ucrânia e espera mais ataques

Otan não vê recuo russo na Ucrânia e espera mais ataques

 Jens Stoltenberg, chefe da Aliança Atlântica, afirmou que a Rússia está tentando reforçar sua ofensiva na região do Donbass

AFP
Membros do serviço de tropas pró-Rússia são vistos em veículos blindados na região de Donetsk

Membros do serviço de tropas pró-Rússia são vistos em veículos blindados na região de Donetsk

Alexander Ermochenko/Reuters - 28.03.2022

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não vê uma retirada das forças russas da Ucrânia e espera "mais ações ofensivas", afirmou o chefe da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg, nesta quinta-feira (31).

"Segundo nossos dados de inteligência, as unidades russas não estão se retirando, mas se reposicionando. A Rússia está tentando reagrupar (suas forças), reabastecer e reforçar sua ofensiva na região do Donbass", no leste da Ucrânia, disse Stoltenberg à imprensa.

"Ao mesmo tempo, a Rússia mantém a pressão sobre Kiev e outras cidades. Assim, podemos esperar ações ofensivas adicionais, que provocarão mais sofrimento", acrescentou.

A avaliação da Otan contradiz a promessa dos negociadores russos, feita após conversas na Turquia nesta semana, de reduzir "radicalmente" a atividade militar no norte da Ucrânia, inclusive perto da capital, Kiev.

"Ouvimos declarações recentes de que a Rússia reduzirá as operações militares ao redor de Kiev e no norte da Ucrânia. Mas a Rússia mentiu repetidamente sobre suas intenções. Portanto, só podemos julgar a Rússia por suas ações, não por suas palavras", disse Stoltenberg.

"É óbvio que observamos pouca vontade por parte da Rússia de encontrar uma solução política", acrescentou.

Número de refugiados da Ucrânia é maior que a população do Uruguai e lotaria 51 Maracanãs

Últimas