Internacional Países do G20 criam fundo de R$ 7,4 bilhões para futuras pandemias

Países do G20 criam fundo de R$ 7,4 bilhões para futuras pandemias

Decisão tomada com o apoio de 24 nações tem o objetivo de evitar novas crises sanitárias e preparar o mundo para elas

AFP
Anúncio de fundo ocorre antes do encontro entre as 20 maiores economias

Anúncio de fundo ocorre antes do encontro entre as 20 maiores economias

Willy Kurniawan/Reuters - 12.11.2022

As grandes economias do G20 anunciaram neste domingo (13), antes de sua cúpula na Indonésia, a criação de um fundo de R$ 7,4 bilhões (US$ 1,4 bilhão) para se prepararem para futuras pandemias, um valor considerado insuficiente pelo país anfitrião da reunião.

Durante coletiva de imprensa, o presidente da Indonésia, Joko Widodo, explicou que o fundo, do qual participam 24 países, tem como objetivo "evitar uma pandemia e se preparar para ela". "Mas isso não é suficiente", declarou  Widodo, ao estimar que sejam necessários R$ 165 bilhões (US$ 31 bilhões).

"Devemos garantir que a comunidade possa resistir a uma pandemia. Uma pandemia não pode ceifar vidas e romper as articulações da economia mundial", acrescentou.

fundo foi lançado pelos ministros da saúde e da área de finanças dos países do G20, na presença do diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, e do presidente do Banco Mundial, David Malpass.

É considerado um dos raros progressos esperados no contexto da cúpula do G20, que começa na terça-feira (15), na ilha paradisíaca de Bali, e está marcada por profundas divisões em relação à guerra na Ucrânia.

Últimas