Internacional Parlamento uruguaio é multado por aglomeração em velório de ministro

Parlamento uruguaio é multado por aglomeração em velório de ministro

Autoridades vão pagar punição de R$ 30 mil. Jorge Larrañaga morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória

  • Internacional | Da EFE

Raúl Martínez/EFE - 22.5.2021

O Ministério da Saúde Pública do Uruguai aplicou uma multa ao Palácio Legislativo após verificar o descumprimento de protocolos sanitários durante o velório do ministro do Interior, Jorge Larrañaga, falecido no dia 22 de maio, segundo confirmaram fontes da pasta à Agência Efe nesta sexta-feira.

As fontes acrescentaram que o valor da multa é de cerca de US$ 6 mil, cerca de R$ 30 mil, e que o parlamento vai assumi-la e não entrará com qualquer "recurso" para evitar a pena.

Para que a multa entre em vigor, são necessários dez dias entre a notificação e a aplicação formal.

O ministro da Saúde Pública, Daniel Salinas, comentou no Twitter que o dinheiro arrecadado irá "para o fundo Covid", criado pelo governo uruguaio para amenizar a crise econômica gerada pela pandemia, e que, portanto, "volta ao cidadão".

Este tweet foi em resposta a um usuário que criticou: "No final das contas, nós pagamos. Como de costume. Não parece justo para mim."

Os restos mortais do ministro foram velados no dia 23 de maio durante três horas no Palácio Legislativo, depois que o Executivo decretou honras fúnebres em sua homenagem.

Representantes de todo o arco político do país sul-americano estiveram presentes na cerimônia, com o presidente e seu companheiro de partido, Luis Lacalle Pou, à frente.

A vice-presidente do Uruguai e presidente da Assembleia Geral, Beatriz Argimón, argumentou nesta quinta-feira à emissora "Canal 10" que, embora "tenha havido momentos" em que "todos respeitaram" o uso de máscaras, os responsáveis pelo protocolo não conseguiram garantir que os presentes não se aglomerassem.

"As pessoas que compareceram ao velório respeitaram os protocolos. É difícil para um funcionário pedir a ministros ou autoridades governamentais que circulem", afirmou.

Após a cerimônia no Legislativo, o cortejo fúnebre partiu para Paysandú, onde Larrañaga nasceu em 8 de agosto de 1956 e onde foi sepultado.

Porém, antes de sair de Montevidéu, a comitiva passou pela histórica sede do Partido Nacional (centro-direita), um dos cinco que compõem a coalizão de governo e no qual o ministro do Interior atuou desde a juventude.

Nas portas do prédio, o arcebispo de Montevidéu, Daniel Sturla, fez algumas orações durante um encontro espontâneo de pessoas, desta vez ao ar livre.

Porém, dias depois, foi informado que o padre testou positivo para o coronavírus e que havia burlado a quarentena preventiva enquanto aguardava o resultado.

O ministro de 64 anos morreu após sofrer uma parada cardiorrespiratória da qual não conseguiu se recuperar, apesar das tentativas de reanimação dos serviços de saúde.

Sua morte forçou uma mudança dupla no gabinete de Lacalle Pou: o até então Ministro dos Transportes e Obras Públicas, Luis Alberto Heber, assumiu a pasta de Interior; enquanto José Luis Falero, até então subdiretor da Diretoria de Planejamento e Orçamento (OPP), substituiu Heber.

Últimas