Internacional Passageiro que obrigou avião a mudar rota é acusado de sequestro

Passageiro que obrigou avião a mudar rota é acusado de sequestro

Aeronave ia de Surgut a Moscou na terça-feira (22), quando homem de 41 anos invadiu cabine do piloto e fez avião pousar em outra cidade

Passageiro obrigou piloto a mudar rota de voo

Passageiro obrigou piloto a mudar rota de voo

Toby Melville/Reuters - 21.12.2018

O Comitê de Investigação da Rússia apresentou nesta quarta-feira (23) acusações por sequestro de um avião com a ameaça do uso da força contra Pavel Shapovalov, o passageiro que ontem obrigou a tripulação de um voo da companhia aérea Aeroflot a mudar sua rota, informou a entidade.

A acusação contra Shapovalov, de 41 anos e oriundo de Surgut, foi apresentada junto à solicitação ao tribunal pertinente que dite prisão preventiva contra ele, disse à agência "RIA Novosti" a porta-voz do comitê, Svetlana Petrenko.

Na terça-feira (22), o voo SU1515 da Aeroflot que viajava de Surgut a Moscou fez um pouso de emergência em Khanti-Mansisk, a poucos quilômetros da primeira cidade, depois que Shapovalov tentou entrar na cabine do piloto e exigiu que o avião mudasse de rota.

O passageiro dizia que tinha uma arma e o comandante da aeronave decidiu fazer uma aterrissagem forçada em Khanti-Mansisk, onde o homem foi detido.

As autoridades não encontraram nenhuma arma e a versão prévia de que Shapovaloc estava embriagado também não se confirmou.

"Segundo os resultados das análises médicas, Shapovalov não tinha álcool nem drogas no seu sangue nem outras substâncias psicotrópicas", indicou a porta-voz do Comitê de Investigação, que acrescentou que diante do comportamento errático do passageiro foi solicitado exame psicológico.