China

Internacional Pequim reforça testes de Covid-19 para evitar caos vivido em Xangai

Pequim reforça testes de Covid-19 para evitar caos vivido em Xangai

Maioria dos 22 milhões de habitantes da capital precisou ser testada enquanto conjuntos residenciais, escritórios e uma universidade foram bloqueados 

Reuters - Internacional
Profissional da saúde coleta uma amostra de swab de um residente de Xangai

Profissional da saúde coleta uma amostra de swab de um residente de Xangai

Aly Song/Reuters - 28.04.2022

Pequim fechou algumas escolas e espaços públicos nesta quinta-feira (28), enquanto a maioria dos 22 milhões de habitantes da capital chinesa compareceu a mais testes em massa de Covid-19 com o objetivo de evitar um lockdown semelhante ao de Xangai.

A maioria das pessoas em Xangai está há um mês em um isolamento domiciliar estressante, sofrendo para atender às necessidades básicas. Mas havia esperança no horizonte, pois o número de novos casos diminuiu ainda mais e as autoridades disseram que seu foco estava mudando para aumentar a vacinação entre os idosos.

Cresciam os temores, no entanto, de que a China ficaria presa em um jogo sem solução nos próximos meses, retirando lockdowns em alguns lugares e impondo em outros, causando graves danos econômicos e irritando sua população.

Ao mesmo tempo em que Pequim realizou três rodadas de testes em massa esta semana na maior parte da cidade, bloqueou vários conjuntos residenciais, escritórios e uma universidade.

Algumas escolas, locais de entretenimento e atrações turísticas também foram fechados. A Universal Studios em Pequim disse que exigiria que os visitantes a partir de sexta-feira mostrassem resultados negativos nos testes antes de poderem entrar no parque temático.

Andrew Ward, de 36 anos, um canadense que mora em Pequim, foi enviado para quarentena em um hotel na quinta-feira, apesar de seus resultados de teste terem sido negativos. Na quarta-feira, pessoas em trajes de proteção testaram Ward em casa depois que ele foi identificado como um contato próximo de um caso de Covid.

"Estou um pouco irritado, porque gastei todo esse dinheiro e tempo estocando comida para ficar trancado em casa", disse Ward, que trabalha em uma escola internacional.

Pequim registrou 56 novos casos de Covid transmitidos localmente até às 15h desta quinta-feira (horário local) desde as 15h um dia antes, disse uma autoridade de saúde municipal.

A contagem geral da cidade no surto atual subiu para 194, quase metade dos quais foram detectados em Chaoyang, seu distrito mais populoso conhecido pela vida noturna, shoppings e embaixadas.

Últimas