Internacional Piloto de avião lembra fuga de Cabul em aeroporto lotado

Piloto de avião lembra fuga de Cabul em aeroporto lotado

Tripulação decidiu ligar os motores e iniciar o procedimento de decolagem na escuridão total para não atrair multidão

Reuters
Soldados norte-americanos vigiam entorno do aeroporto de Cabul

Soldados norte-americanos vigiam entorno do aeroporto de Cabul

Sargento Victor Mancilla/Fuzileiros Navais dos EUA/Divulgação via Reuters

Enquanto milhares de pessoas enchiam o aeroporto de Cabul na tentativa de fugir do avanço do Talibã no dia 15 de agosto, Jovica Rajhl, piloto da Kam Air, e seu colega tiveram que usar um subterfúgio para chegar ao seu avião e decolar em segurança.

Rajhl, cidadão de 54 anos da Macedônia do Norte, disse que, antes da tomada de Cabul pelo Talibã, sua empresa aérea particular, a maior do Afeganistão, tinha planos de contingência para transferir seus três Boeings 737 e três Airbus 340 para Kiev, capital da Ucrânia. Mas o avanço do Taliban foi rápido demais.

Leia mais: Diversos países resgatam cidadãos que estavam no Afeganistão

Muitos afegãos da empresa estavam "debatendo... planos B e C no caso da chegada do Talibã... havia um grande medo entre os afegãos", disse Rajhl à Reuters nesta sexta-feira (20) em Escópia, onde mora agora.

Rajhl disse que ele e o colega foram orientados a se prepararem para um voo para Kiev no domingo, 15 de agosto, pouco depois de saberem que o Talibã havia tomado edifícios do governo em Cabul.

"O aeroporto estava completamente aberto... todo o pessoal de segurança tinha ido embora", contou.

Milhares de afegãos correram ao aeroporto de Cabul na esperança de embarcar em voos para fora do país. A capital está repleta de pessoas de outras províncias em fuga do Talibã.

Leia mais: Otan retirou mais de 18 mil pessoas desde tomada de Cabul pelo Talibã

"Nossa maior sorte foi que ninguém prestou atenção em nós. Um de nós não estava de uniforme, mas à paisana", disse Rajhl.

Ele e sua tripulação decidiram ligar os motores e iniciar os procedimentos de decolagem na escuridão total para não atrair a multidão.

Últimas