Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Presidente dos EUA reafirma apoio à Ucrânia em conversa com Zelenski

Ligação aconteceu em um momento de intensificação da campanha russa contra a infraestrutura ucraniana

Internacional|Do R7

Presidente dos EUA, Joe Biden, conversa com Volodmir Zelenski e reafirma apoio à Ucrânia
Presidente dos EUA, Joe Biden, conversa com Volodmir Zelenski e reafirma apoio à Ucrânia Presidente dos EUA, Joe Biden, conversa com Volodmir Zelenski e reafirma apoio à Ucrânia

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, conversou no domingo (11) com o chefe de Estado da Ucrânia, Volodmir Zelenski, a quem reafirmou o apoio veemente de Washington a seu país e celebrou a "abertura a uma paz justa" por parte de Kiev, anunciou a Casa Branca.

Biden destacou na conversa telefônica "o apoio contínuo dos Estados Unidos à defesa da Ucrânia enquanto a Rússia continua com os ataques à infraestrutura crítica do país", afirma um comunicado da Casa Branca.

A ligação aconteceu em um momento de intensificação da campanha russa contra a infraestrutura ucraniana. Os ataques provocaram apagões e deixaram milhões de residências sem energia elétrica às vésperas do inverno (hemisfério norte).

Armas ocidentais, principalmente dos Estados Unidos, ajudam a defesa ucraniana, que conseguiu repelir as tropas russas.

Publicidade

O comunicado destaca os compromissos recentes de Washington com a Ucrânia, incluindo 53 milhões de dólares para a infraestrutura energética ucraniana anunciados em novembro e um pacote de US$ 275 milhões em munição e equipamentos.

Leia também

Zelenski afirmou no Twitter que agradeceu a Biden pelo apoio em uma "conversa frutífera". Também destacou que ambos discutiram uma "cooperação maior nas áreas de defesa, proteção e manutenção do setor energético".

Publicidade

A presidência ucraniana informou que Zelenski "enfatizou que o país deseja alcançar a paz e chamou a atenção para a importância de consolidar os esforços internacionais para atingir este objetivo".

Biden celebrou a "abertura declarada de Zelenski para uma paz justa baseada em princípios fundamentais consagrados na Carta das Nações Unidas", segundo o comunicado da Casa Branca.

O governo de Biden afirmou recentemente que o Ocidente não estava pressionando a Ucrânia a iniciar negociações com a Rússia e que dependia de Zelenski determinar como e quando negociar.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.