Reino Unido

Internacional Príncipe Charles critica plano do governo britânico de enviar migrantes para Ruanda

Príncipe Charles critica plano do governo britânico de enviar migrantes para Ruanda

Charles viajará para Ruanda para representar sua mãe, a rainha Elizabeth 2ª, em uma reunião de cúpula da Commonwealth

AFP
O príncipe Charles ao lado de Elizabeth 2ª durante as comemorações do Jubileu de Plantina, neste mês

O príncipe Charles ao lado de Elizabeth 2ª durante as comemorações do Jubileu de Plantina, neste mês

Daniel Leal/AFP - 2.6.2022

O príncipe Charles criticou o plano do governo britânico de enviar para Ruanda os migrantes que chegam sem documentos ao Reino Unido, chamando-o de "terrível", informou o jornal The Times, a poucos dias do projeto entrar em vigor.

Uma fonte contou ao jornal que ouviu o príncipe expressar diversas vezes, em privado, sua oposição a esta política que visa dissuadir as travessias irregulares de migrantes pelo Canal da Mancha, que são cada vez mais numerosas.

O governo britânico pretende enviar na terça-feira (14) o primeiro avião com um grupo de 31 requerentes de asilo.

Na semana seguinte, Charles viajará para Ruanda para representar sua mãe, a rainha Elizabeth 2ª, em uma reunião de cúpula da Commonwealth no país africano, nos dias 24 e 25 de junho.

As críticas de Charles se somariam às de vários líderes religiosos que denunciam o plano.

"Ele expressou que estava mais do que decepcionado com essa política", disse uma fonte anônima ao jornal, acrescentando que o príncipe considera a estratégia do governo "terrível".

Um porta-voz de Charles se recusou a comentar quaisquer declarações feitas em particular e reforçou que o herdeiro é "neutro em questões políticas".

"As questões políticas são decisões do governo", acrescentou o porta-voz.

Últimas