Internacional Putin faz alerta para 'traidores' e escória pró-Ocidente da Rússia

Putin faz alerta para 'traidores' e escória pró-Ocidente da Rússia

Segundo presidente, países opositores desejam dividir a sociedade russa e provocar conflitos internos 

Reuters
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante discurso no Kremlin

Presidente da Rússia, Vladimir Putin, durante discurso no Kremlin

Handout/Russian Presidential Press Office/AFP - 8.3.2022

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou um alerta a russos que descreveu como traidores e disse que o Ocidente quer tentar usá-los como uma "quinta coluna" para destruir o país.

O líder do Kremlin criticou russos que, segundo ele, estavam mentalmente mais alinhados com o Ocidente do que com a Rússia e disse que o povo russo rapidamente conseguiria diferenciar traidores de patriotas.

"Claro que [o Ocidente] tentará apostar na chamada quinta coluna, em traidores — naqueles que ganham dinheiro aqui, mas vivem lá. Vivem não no sentido geográfico, mas em seus pensamentos, em sua mentalidade servil", disse.

Falando para ministros com a guerra na Ucrânia se aproximando da terceira semana, Putin atacou o Ocidente e os russos que ele considera estarem sendo cúmplices.

"O Ocidente quer dividir nossa sociedade, [...] provocar conflitos civis na Rússia e usar a sua quinta coluna para alcançar seu objetivo. E há um objetivo — a destruição da Rússia." Segundo Putin, esse objetivo não será atingido.

"Qualquer pessoa, e especialmente o povo russo, sempre conseguirá distinguir o verdadeiro patriota da escória e dos traidores, e simplesmente cuspi-los como um mosquito que acidentalmente entrou em suas bocas", continuou.

Últimas