Internacional Quatro pessoas desaparecem após ataque em Burkina Faso

Quatro pessoas desaparecem após ataque em Burkina Faso

Dois espanhóis, um irlandês e um burquinense estavam em uma patrulha contra caça predatória quando homens atacaram

Ataque aconteceu na região de Fada N'Gourma, no leste de Burkina Faso

Ataque aconteceu na região de Fada N'Gourma, no leste de Burkina Faso

Reprodução Google Maps

Dois espanhóis, um irlandês e um burquinense estão desaparecidos e três outras pessoas ficaram feridas em um ataque nesta segunda-feira (26) no leste de Burkina Faso contra uma patrulha anticaça predatória acompanhada por instrutores e jornalistas ocidentais, segundo fontes locais e de segurança.

Leia também: Zimbábue libera caça de elefantes, apesar da espécie estar ameaçada

A patrulha, composta por soldados, guardas florestais, instrutores e jornalistas ocidentais, "foi alvo de um ataque na área de Fada N'Gourma-Pama", relatou um alto funcionário local, que especificou que "o balanço provisório é de três feridos e quatro desaparecidos".

O ataque foi confirmado por fontes de segurança, uma das quais afirma que os desaparecidos ocidentais "são dois espanhóis e um irlandês, todos jornalistas-instrutores que trabalham para uma ONG de proteção ambiental".

“Segundo os sobreviventes, dois deles (expatriados) ficaram feridos durante o ataque. Continuam as buscas” pelos quatro desaparecidos, acrescentou a fonte.

Outra fonte de segurança afirmou que os espanhóis foram encontrados, uma informação negada pelo cônsul da Espanha, que afirmou à AFP que não teve notícias dos compatriotas.

O ataque foi obra de homens armados que viajavam em duas vans e uma dezena de motocicletas, segundo fontes de segurança, que especificaram que os agressores usavam armas e possuíam dois caminhões e um drone.

Últimas