Reino Unido

Internacional Reino Unido bate novo recorde diário de casos de Covid-19

Reino Unido bate novo recorde diário de casos de Covid-19

Governo resiste a impor novas restrições, especialmente na Inglaterra, mas os números não param de crescer

  • Internacional | Do R7

Na semana passada, estimava-se que 1 em cada 20 londrinos tinha Covid-19

Na semana passada, estimava-se que 1 em cada 20 londrinos tinha Covid-19

Adrian Dennis / AFP - 24.12.2021

Em meio à propagação meteórica da variante Ômicron, o Reino Unido registrou mais de 122.000 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, um novo recorde desde o início da pandemia.

Um dos territórios mais atingidos pelo coronavírus na Europa, também registrou 137 mortes no mesmo intervalo – elevando o total para 147.857 –, além de 1.171 internações hospitalares. Embora esse último número não tenha variado muito, continua a marcar uma tendência de aceleração da doença por lá.

Cada nação do Reino Unido tem suas próprias competências em questões de saúde. Por enquanto, País de Gales, Irlanda do Norte e Escócia anunciaram um endurecimento das restrições que entrará em vigor após o Natal.

Já na Inglaterra, o governo de Boris Johnson resiste a impor medidas adicionais, apoiando-se em estudos que mostram um menor risco de hospitalização com a Ômicron do que com a variante Delta, dominante até muito recentemente.

Os especialistas temem, porém, que, apesar do menor risco de casos graves, o número de casos seja tão alto que pressione o sistema hospitalar.

Classificando esses estudos de "raio de esperança para o Natal", a diretora da agência britânica de segurança sanitária, Jenny Harries, argumentou que, em suas decisões, as autoridades levam em consideração o impacto da pandemia nos hospitais, mas também na sociedade como um todo – sobretudo para os trabalhadores.

Em Londres, há uma semana, estimava-se que uma pessoa em cada 20 já tinha Covid-19. Assim, o coronavírus volta a afetar muitos setores da economia, devido ao fechamento de empresas e aos cancelamentos nos transportes.

Últimas