Reino Unido

Internacional Reino Unido exige teste negativo de viajantes devido à variante Ômicron

Reino Unido exige teste negativo de viajantes devido à variante Ômicron

Medida começa a valer na terça-feira (7); país já detectou 160 casos de infecção pela nova cepa do coronavírus

AFP
Viajantes que chegarem ao Reino Unido precisarão apresentar teste negativo

Viajantes que chegarem ao Reino Unido precisarão apresentar teste negativo

Adrian Dennis / AFP - 30.11.2021

Quem viajar para o Reino Unido deverá apresentar teste negativo antes de partir, uma medida para impedir a disseminação da nova variante Ômicron do coronavírus, anunciou o governo britânico. A orientação causou descontentamento no setor de turismo.

A partir das 4h (hora local) de terça-feira, “qualquer pessoa com mais de 12 anos que pretenda viajar para o Reino Unido deve apresentar teste negativo (antigênico ou PCR)” efetuado no máximo 48 horas antes da partida, para “conter a importação da nova variante", anunciou o Executivo na noite de sábado.

Até agora, os viajantes que chegavam ao Reino Unido tinham que se submeter a um PCR no máximo dois dias depois e isolar-se até que os resultados fossem obtidos.

A nova obrigação foi muito mal recebida pela indústria do turismo, que começava a se recuperar após o impacto da pandemia.

Clive Wratten, diretor da Business Travel Association, chamou de "golpe" para o setor, enquanto Tim Alderslade, da associação das companhias aéreas Airlines UK, considerou a medida "prematura", devido à ausência de todos os dados clínicos sobre a Ômicron.

"Eu sei que é um fardo para a indústria de viagens, mas fizemos um enorme progresso neste país, com cerca de 81% dos maiores de 12 anos vacinados e uma dose de reforço administrada a 34% da população elegível", declarou o vice-primeiro-ministro Dominic Raab à Sky News.

“Precisamos tomar medidas para evitar que a nova variante se dissemine no país e crie um problema ainda maior”, disse.

O Reino Unido detectou até agora 160 casos da variante Ômicron.

Últimas