Internacional Rússia acusa norte-americano de espionagem, afirma agência russa

Rússia acusa norte-americano de espionagem, afirma agência russa

Serviço de segurança russo prendeu Paul Whelan em 28 de dezembro em Moscou, mas não revelou a natureza das supostas atividades de espionagem 

rússia, espionagem, norte-americano

EUA querem explicação para a prisão

EUA querem explicação para a prisão

Shamil Zhumatov/Reuters/03-01-18

A Rússia apresentou acusação formal contra o ex-fuzileiro norte-americano Paul Whelan por espionagem, disse a agência de notícias Interfax nesta quinta-feira, citando uma fonte que disse ter sido informada sobre a decisão.

O serviço de segurança russo FSB prendeu Whelan em 28 de dezembro em Moscou sob suspeita de espionagem, mas não revelou a natureza das supostas atividades de espionagem do norte-americano.

Leia mais: Rússia irá mirar países que aceitem receber mísseis nucleares dos EUA

A Reuters não conseguiu confirmar de forma independente a notícia da Interfax.

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse na quarta-feira que os Estados Unidos querem uma explicação para a prisão de Whelan por suspeita de espionagem e irão cobrar o retorno imediato dele se considerar que a prisão é inapropriada.

A família de Whelan disse que ele estava visitando Moscou para o casamento de um outro ex-fuzileiro, e que é inocente das acusações contra ele.

Sob a lei russa, o crime de espionagem pode ser punido com pena de 10 a 20 anos de prisão.

Veja a galeria: 'Meus pais foram executados por espionagem quando eu tinha 6 anos'