Rússia x Ucrânia

Internacional Rússia bombardeou Kiev para 'humilhar a ONU', diz Zelenski

Rússia bombardeou Kiev para 'humilhar a ONU', diz Zelenski

Chefe das Nações Unidas, António Guterres estava na capital da Ucrânia para um encontro com o presidente do país

  • Internacional | Do R7, com informações da AFP

Presidente da Ucrânia em coletiva de imprensa após encontro com chefe da ONU

Presidente da Ucrânia em coletiva de imprensa após encontro com chefe da ONU

Sergei Supinsky/AFP - 28.04.2022

Os bombardeios russos a Kiev durante a visita do secretário-geral da ONU, António Guterres, tiveram como objetivo "humilhar" a organização internacional, afirmou nesta quinta-feira (28) o presidente ucraniano, Volodmir Zelenski.

Esses bombardeios "dizem muito sobre os esforços dos dirigentes russos para humilhar a ONU e tudo o que essa organização representa", disse Zelenski em um vídeo postado no Telegram.

Um porta-voz da ONU informou que o secretário-geral da ONU e a comitiva que o acompanha em Kiev se sentiram "abalados" com a proximidade dos bombardeios russos na capital da Ucrânia, embora todos estejam "a salvo".

"É uma zona de guerra, mas causa comoção que isso tenha ocorrido perto do local onde estávamos", disse à AFP o porta-voz, Saviano Abreu, sem detalhar a qual distância a comitiva estava dos locais de impacto dos mísseis russos.

Guterres visitava nesta quinta-feira a Ucrânia, após ter viajado à Rússia na última terça-feira (26) e ter encontrado o presidente do país, Vladimir Putin. O chefe da ONU tenta negociar um cessar-fogo entre os dois países.

Últimas