Internacional Rússia defende direito da China de realizar exercícios militares em torno de Taiwan

Rússia defende direito da China de realizar exercícios militares em torno de Taiwan

Pequim faz exercícios militares sem precedentes em resposta à visita de Nancy Pelosi à ilha no Pacífico

Reuters - Internacional
Kremlin defende o direito da China de realizar exercícios militares próximos de Taiwan

Kremlin defende o direito da China de realizar exercícios militares próximos de Taiwan

Tyrone Siu/ Reuters

O Kremlin disse nesta quinta-feira (4) que a China tem o direito soberano de realizar grandes exercícios militares em torno de Taiwan e acusou os Estados Unidos de abastecer artificialmente as tensões na região.

A China disparou vários mísseis em torno de Taiwan nesta quinta-feira, ao lançar exercícios militares sem precedentes um dia após a visita da presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi, à ilha autogovernada que Pequim reivindica como parte de seu território soberano.

Questionado sobre os exercícios chineses, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse: "Esse é o direito soberano da China".

"A tensão na região e em torno de Taiwan foi provocada... pela visita de Nancy Pelosi", disse Peskov a repórteres em uma teleconferência. "Foi uma visita absolutamente desnecessária e uma provocação desnecessária."

Entenda a tensão histórica entre China e Taiwan em sete pontos

Últimas