Internacional Rússia fornecerá armas para países fronteiriços com o Afeganistão

Rússia fornecerá armas para países fronteiriços com o Afeganistão

Uzbequistão e Tadjiquistão devem receber até helicópteros para se proteger de possíveis ações jihadistas após vitória do Talibã

AFP

A Rússia anunciou nesta quinta-feira (26) que entregará armas leves e helicópteros a seus aliados na Ásia Central, que fazem fronteira com o Afeganistão, em um contexto de temos de possíveis ações jihadistas após a vitória do Talibã.

Talibã: 7 pontos importantes para entender o grupo extremista

"Trabalhamos em um certo número de pedidos de países da região para fornecer helicópteros russos, armas leves e sistemas modernos de proteção de fronteiras", disse à agência de notícias Ria Novosti Alexandre Mikheiev, diretor-geral da Rosoboronexport, agência responsável pela exportação de armamento.

As ex-repúblicas soviéticas na Ásia Central, como Uzbequistão e Tadjiquistão, que sofreram ataques jihadistas nas décadas de 1990 e 2000, temem as consequências do retorno dos talibãs no Afeganistão.

Com bases militares nesta região onde tem grande influência, a Rússia também está preocupada com as incursões de jihadistas afegãos, assim como com o aumento do tráfico de ópio e heroína na área. 

Por enquanto, Moscou adotou uma atitude conciliadora com os talibãs, mas, ao mesmo tempo, organizou operações militares no Uzbequistão e no Tadjiquistão. Em breve, fará isso no Quirguistão com os países aliados.

Últimas