Internacional Rússia pode invadir a Ucrânia 'a qualquer momento', afirma secretário de Estado americano

Rússia pode invadir a Ucrânia 'a qualquer momento', afirma secretário de Estado americano

Segundo Blinken, russos seguem enviando tropas para a fronteira e a invasão pode ocorrer inclusive durante os Jogos de Inverno

AFP
O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em coletiva de imprensa na Austrália

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em coletiva de imprensa na Austrália

Sandra Sanders/Reuters - 11.02.2022

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, disse nesta sexta-feira (11) que a Rússia continua enviando tropas para sua fronteira com a Ucrânia e advertiu que a invasão pode começar "a qualquer momento", inclusive durante os Jogos Olímpicos de Inverno que acontecem na China. 

"A invasão pode acontecer a qualquer momento e, sejamos claros, pode ocorrer inclusive durante os Jogos Olímpicos", afirmou, referindo-se a hipóteses lançadas sobre o desejo da Rússia de esperar que esse importante evento esportivo termine para não ofuscar seu aliado, a China.

"Para simplificar: continuamos a ver sinais preocupantes de uma escalada russa", acrescentou Blinken após uma reunião com seus parceiros Quad (Austrália, Índia, Japão e Estados Unidos) em Melbourne.

Segundo o responsável, os Estados Unidos "preferem claramente resolver as diferenças por via diplomática" com a Rússia.

"Fizemos todos os esforços possíveis para conversar com a Rússia", disse ele. “Mas, ao mesmo tempo, também fomos muito claros sobre o fortalecimento da dissuasão e defesa e fizemos a Rússia entender que, se escolher o caminho da agressão, terá que enfrentar consequências maiores”.

Blinken fez as declarações depois que o presidente dos EUA, Joe Biden, pediu a seus cidadãos na Ucrânia que deixassem o país, uma mensagem que sugere que uma invasão pode ser iminente.

Últimas