Internacional Rússia quer enviar prisioneiros para limpar o Ártico

Rússia quer enviar prisioneiros para limpar o Ártico

Região de Norilsk sofreu uma catástrofe ecológica com 21 mil toneladas de combustível despejadas em vários rios

  • Internacional | Da AFP

Rússia pode mandar prisioneiros limparem Ártico

Rússia pode mandar prisioneiros limparem Ártico

Luxury Action/ EFE

A Rússia poderia enviar seus presos para ajudar a limpar o Ártico, uma região poluída por inúmeros acidentes industriais, declarou nesta sexta-feira (12) o chefe do Serviço Penitenciário Russo (FSIN).

"O FSIN está estudando a possibilidade de mobilizar presos para limpar a contaminação em áreas do Ártico", disse Alexander Kalashnikov em uma reunião com autoridades do serviço penitenciário, em uma declaração confirmada à AFP pelo FSIN.

Ele disse ter pedido às autoridades territoriais do FSIN que "trabalhem nessa direção", explicando que a administração de Norilsk, uma cidade industrial fortemente poluída pelas atividades de mineração, havia concluído um acordo desse tipo.

A região de Norilsk, que abriga muitas das atividades da gigante de mineração Norilsk Nickel, sofreu uma catástrofe ecológica no ano passado, quando 21 mil toneladas de combustível foram despejadas em vários rios, criando uma enorme maré vermelha que podia ser vista do espaço.

Em dezembro, as autoridades já haviam mencionado esse projeto de limpeza, que seria realizado por presidiários, durante um Fórum Ártico em São Petersburgo.

Elena Korobkova, funcionária do FSIN, falou sobre o uso de "edifícios modulares móveis" para alojá-los nessas áreas remotas. 

Últimas