Rússia x Ucrânia

Internacional Rússia valida a anexação de quatro regiões ocupadas na Ucrânia

Rússia valida a anexação de quatro regiões ocupadas na Ucrânia

Vladimir Putin confirmou a inclusão de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia ao território russo, cenário que pode levar a uma escalada militar entre Moscou e Kiev

  • Internacional | Do R7

Presidente da Rússia, Vladimir Putin confirmou a anexação de quatro regiões ucranianas

Presidente da Rússia, Vladimir Putin confirmou a anexação de quatro regiões ucranianas

Gavriil Grigorov/SPUTNIK/AFP - 30.09.2022

Nesta sexta-feira (30), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, validou a anexação de quatro regiões ucranianas: Donetsk e Lugansk, no leste; e Kherson e Zaporizhzhia, no sul.

O leste da Ucrânia é a principal frente de combate entre as forças dos dois países. Foi essa área a primeira a ser atacada, em fevereiro deste ano, sob o argumento de que movimentos pró-Moscou estavam sendo reprimidos.

Em seu discurso, Putin destacou a conexão histórica entre a Ucrânia e o povo russo, desde os tempos da União Soviética, para justificar a anexação. 

"As pessoas que vivem nessas quatro regiões serão nossos cidadãos para sempre", afirmou Putin diante de uma plateia formada por membros do governo, deputados, senadores e outras autoridades.

Cerimônia que ratificou a anexação contou com representantes das quatro regiões ucranianas

Cerimônia que ratificou a anexação contou com representantes das quatro regiões ucranianas

Reprodução

O líder russo afirmou que há uma tentativa do ocidente de enfraquecer a Rússia, atribuiu essa postura a uma "mentalidade colonizadora" e afirmou que defenderá seu país.

A cerimônia contou com a presença de um representante de cada região ucraniana que passa a ser parte da Rússia.

O processo de anexação, considerado o maior desde o fim da Segunda Guerra Mundial, foi amplamente criticado pela comunidade internacional. A Ucrânia chamou os plebiscitos realizados no último fim de semana de "farsas" e não reconheceu o resultado das urnas.

Sophie Ramis, Gabriel Campelo, Emmanuelle Michel/AFP - 29.9.2022

"Qualquer decisão de proceder à anexação das regiões ucranianas de Donesk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia não terá nenhum valor legal e merece ser condenada. [...] É uma escalada perigosa. Isso não tem lugar no mundo moderno", declarou o secretário-geral da ONU, António Guterres.

A China, grande aliada da Rússia, pediu respeito à "integridade territorial de todos os países".

Analistas internacionais que acompanham a guerra entre Kiev e Moscou consideram que a anexação de regiões ucranianas ao território russo deve resultar em uma escalada militar, situação que aumentaria as chances do uso de armas nucleares.

Como a guerra na Ucrânia impacta a sua vida em 7 pontos

Últimas