Russos autorizam transferência de Alexei Navalny para Alemanha

Após examinar o opositor russo, os médicos alemães concluíram que o líder está "em condições" de ser transportado para Berlim

Alexei Navalny, de 44 anos, está internado em um hospital em Omsk

Alexei Navalny, de 44 anos, está internado em um hospital em Omsk

EPA/SERGEI ILNITSKY/EFE - 20.7.2019

Os médicos que trataram do líder da oposição russa, Alexei Navalny, em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital da Sibéria, autorizaram nesta sexta-feira sua transferência para a Alemanha, a pedido de sua família.

"O estado do paciente está estável e tendo em conta o pedido da família para autorizar sua transferência, decidimos neste momento que não nos opomos à sua transferência para o centro hospitalar indicado por seus parentes", disse Anatoly Kalinichenko, vice-diretor do Hospital de Emergências nº 1 de Omsk, à imprensa local.

Leia mais: Alexei Navalny: quem é o líder opositor russo hospitalizado por suspeita de envenenamento

Horas antes, o diretor do hospital, Alexandr Murajovski, havia afirmado que Navalny, internado ontem, permaneceria em observação em Omsk até sua completa estabilização e expressou preocupação com as alterações que o paciente poderia sofrer durante a decolagem e pouso.

A porta-voz do político, Kira Yarmysh, lamentou no Twitter a demora do conselho médico russo para tomar a decisão, impedindo Navalny de voar para a Alemanha hoje pela manhã.

"As negociações sobre a transferência de Alexei saíram do seu impasse. Há possibilidades de que Navalny agora possa ser transportado", afirmou.

Um grupo de médicos alemães que viajou hoje para Omsk em uma ambulância aérea para sua transferência para Berlim concluiu, após examinar Navalny, de 44 anos, que o líder da oposição está "em condições" de ser transportado.

"Depois de examinar Alexei Navalny, os médicos alemães concluíram que ele está apto para ser transportado", escreveu Yarmysh no Twitter.

Ela acrescentou que as equipes da ambulância aérea "permitem a sua transferência com segurança e imediata para Berlim, para o hospital universitário La Charité, segundo a vontade de Yulia Navalnaya", esposa do opositor.

Na opinião de Anastasia Vasilyeva, médica particular de Navalny, a recusa em autorizar sua transferência foi simplesmente para ganhar tempo, pois em poucos dias seria impossível detectar substâncias tóxicas em seu corpo.

Ontem, Navalny, de 44 anos, sentiu um mal-estar a bordo do avião em que voltava da cidade de Tomsk, na Sibéria, para Moscou. Com isso, a aeronave teve que fazer um pouso de emergência no aeroporto de Omsk e ele foi levado em seguida para um hospital.